Hisaruki [História de Terror]

Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no tumblr
Hisaruki é uma lenda urbana japonesa assustadora sobre algo misterioso que apenas crianças pequenas parecem conhecer.

Hisaruki é uma lenda urbana japonesa assustadora sobre algo misterioso que apenas crianças pequenas parecem conhecer.

As pessoas freqüentemente ouvem as crianças sussurrando sobre Hisaruki, mas ninguém parece saber quem ou o que é. Esta história combina duas lendas urbanas obscuras: “Hisaruki” e “Kirakira-san”, que são a mesma coisa.

Sou professora e, recentemente, encontrei um emprego em uma creche no Japão. Há um templo budista bem ao lado da escola e logo atrás dos edifícios, há um antigo cemitério. Ele é cercado por uma grande cerca de metal com pontas afiadas para impedir que qualquer criança entre e se perca ou cause danos.

Depois de alguns dias, notei algo muito estranho. Sempre havia insetos e lagartos empalados nos espetos pela cerca. Eu me perguntei quem faria tal coisa. Embora fosse possível que fosse uma criança travessa da creche, ou também poderia ter sido feita por outra pessoa.

A creche e o templo budista compartilhavam a mesma entrada, dessa forma pessoas entravam e saiam o dia todo. Havia também alguns alunos do ensino fundamental que jogavam coisas no cemitério, então era difícil dizer quem estava fazendo aquilo.

Certo dia, uma toupeira foi encontrada empalada na cerca. A escola principal encontrou-a, tirou-a de lá e a jogou no lixo. Alguns dias depois, um gato foi empalado na cerca e ficava cada vez pior.

A escola decidiu que algo precisava ser feito. Então eu realizei uma reunião com os professores e  convidei alguns sacerdotes do templo budista para participar também.

“Quem está fazendo isso?”, perguntei. “O que podemos fazer para acabar com isso?”

Houve uma longa discussão, mas ninguém parecia ter nenhuma solução. Depois de quase uma hora, ainda não sabíamos quem estava fazendo aquilo ou como impedir que acontecesse novamente.

Alguns dias depois, um coelho foi encontrado empalado na cerca. Mas não era apenas um coelho. Era o coelho de estimação da creche. Ele ficava em uma gaiola na sala de aula e eu encontrei pela manhã quando cheguei ao trabalho.

Quando falei com um dos sacerdotes budistas, ele me disse que estava limpando ervas daninhas no cemitério naquela manhã e que o coelho morto definitivamente não estava lá. Isso significava que o culpado tinha que ter empalado o coelho em cima do muro pouco antes de eu chegar.

Uma das crianças da minha turma chegou cedo na escola naquela manhã, eu o chamei de lado e perguntei se ele tinha visto algo.

Leia Também:  Kuchisake-onna: A Mulher da Boca Cortada [Lenda Japonesa]

A criança disse apenas uma palavra:

“Hisaruki”

“Hisaruki?”, repeti. “O que é Hisaruki?”

Eu insisti, mas parecia que o menino não conseguia explicar o que ele queria dizer. Durante o dia continuei repetindo:

“Hisaruki … Hisaruki … Hisaruki …”

Mais tarde, perguntei às outras crianças sobre “Hisaruki”. Todas as crianças da turma conheciam o nome, mas nenhuma delas conseguia explicar quem ou o que era isso. Foi muito frustrante.

Houve também algo mais que me pareceu estranho. As crianças sabiam que o coelho de estimação havia sido morto, mas nenhum deles parecia estar chateado com isso. Era como se todos eles apenas aceitassem. Eu tive a estranha sensação de que eles esperavam que isso acontecesse.

No final do dia, os pais das crianças vieram buscá-los. Perguntei a eles se já tinham ouvido falar do nome “Hisaruki”, mas nenhum deles se lembrava de ter ouvido isso de seus filhos . Será que era um personagem de um programa de TV ou um livro?. Foi um completo mistério.

Quando eu estava me preparando para sair, uma outra professora me parou.

“Tenho certeza de que vi uma foto com esse nome”, disse ela.

Ela me disse que, há alguns anos atrás, viu uma foto tirada por uma criança em sua classe … um menino … e ela tinha certeza de que o nome escrito abaixo a imagem era “Hisaruki”.

“O que aconteceu com ele?”, perguntei.

“Ele saiu”, ela respondeu. “Mas eu lembro que as circunstâncias de sua partida foram estranhas…”

Ela me disse que o menino estava ausente da escola por uma semana. Então, certa manhã, seus pais apareceram para pegar seus livros escolares. Eles pareciam estar com pressa e não queriam falar. Tudo o que eles disseram era que haviam sofrido um acidente e estavam se mudando para outra cidade, mas se recusaram a dar mais detalhes. A professora entregou-lhes os livros e, enquanto estavam saindo, disseram que o menino estava no banco de trás do carro.

“Ele estava usando tapa-olhos”, disse ela. “Não apenas um tapa-olho, mas duas manchas nos olhos …”

Isso foi tudo que ela pode me dizer. Ela não sabia o que tinha acontecido com o garoto depois disso. Eles foram embora e ela nunca mais o viu.

Na manhã seguinte, quando cheguei à escola, o diretor me disse que havia encontrado uma galinha empalada na cerca. Eu balancei a cabeça em descrença. Parecia que nunca ia parar.

Leia Também:  Bloody Mary [Lenda Urbana]

Mais tarde, naquele mesmo dia durante a pausa para o almoço, as crianças estavam brincando no quintal e foi a minha vez de supervisioná-las. Eu notei que um garoto que estava perto de mim parou de repente e olhou para o céu.

“É Hisaruki”, ele disse.

A mensagem foi passada pelo recreio de criança para criança, como o jogo de Telefone Sem Fio.

“Hisaruki” … “Hisaruki” … “Hisaruki” …

Enquanto observava incrédula, uma a uma, as crianças pararam de brincar e cobriram os olhos com as mãos. Alguns deles estavam em pé e outros estavam agachados, mas todos estavam imóveis. Era uma tarde ensolarada e brilhante, mas o silêncio inquieto foi enviado para esfriar minha espinha.

Ajoelhei-me na frente do garoto mais próximo de mim e disse:

“Não vejo nada. Quem é Hisaruki? “

O menino não me respondeu. Então eu tirei suas mãos dos seus olhos.

“Eu quero saber”, eu disse severamente. “Quem é Hisaruki?”

“Eu não sei”, o garoto murmurou enquanto tentava cobrir os olhos novamente.

Eu agarrei seus pulsos e puxei ele.

“Diga-me!”, exigi. “Quem é Hisaruki?!”

O menino esticou os dedos indicadores em ambas as mãos e as levantou na frente do meu rosto. Então, de repente, tentou espetá-los nos meus olhos. Me pegou de surpresa, mas felizmente consegui mover minha cabeça para o lado e evitar o ataque.

Antes que eu tivesse a chance de reagir, o menino se soltou das minhas mãos e começou a enfiar os dedos em seus próprios olhos. Eu lutei com ele no chão e tentei desesperadamente impedi-lo de furar os olhos.

“Alguém me ajude!”, eu gritei.

Um dos outros professores veio correndo e, juntos, conseguimos parar o menino. Nós o levamos para o hospital e os médicos conseguiram salvar os olhos dele.

Depois disso, os animais pararam de aparecer espetados na cerca de ferro. Nenhuma das crianças mencionou mais “Hisaruki”. De vez em quando, eu os via cobrindo os olhos quando eles estavam do lado de fora no playground, mas eu apenas tentei ignorar isso.

Ocasionalmente, ainda encontro pequenos lagartos e insetos empalados na cerca de ferro, mas escolho ignorar isso também.

Eu nunca questionei nenhuma das crianças sobre “Hisaruki” novamente, pois há algumas coisas que você simplesmente não vai querer saber…

Traduzido e adaptado por Mundo Sombrio de ScaryForKids

Mundo Sombrio

Mundo Sombrio

Histórias de Terror, Lendas Urbanas, Vídeos, Creepypastas e muito mais. Mundo Sombrio: O melhor do Terror pra você!

Deixe um Comentário

Outros Posts

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Login

Faça o Login para ter acesso à muitas novidades no nosso site!

[ihc-login-form]

Pesquisa