Darkflix passa a oferecer conteúdo dublado em sua plataforma

Darkflix passa a oferecer conteúdo dublado em sua plataforma

A Darkflix, primeira plataforma de streaming brasileira dedicada inteiramente ao gênero fantástico, terror, ficção científica e fantasia, iniciou neste mês o projeto de disponibilização de filmes dublados em seu catálogo.

Lançada em maio de 2019, a empresa inicialmente dispôs gratuitamente aos espectadores cerca de 666 produções legendadas através do seu canal de TV e de um aplicativo para dispositivos mobile. Em março deste ano, o serviço passou a ter a opção de assinatura oferecendo um catálogo com mais de mil títulos, entre filmes e séries, com inclusões diárias de novas obras.

Neste mesmo período a empresa já possuía a intenção de disponibilizar conteúdos dublados, porém, com início da pandemia de COVID-19, o projeto foi postergado. Muitos estúdios, incluindo os de São Paulo e Rio de Janeiro, as duas maiores praças de dublagem no país, paralisaram as suas operações o que acarretou no atraso da liberação de filmes e séries na versão com áudio em português.

Agora, com o retorno gradual das atividades, o projeto está de volta. Segundo a empresa, a meta é disponibilizar a opção dublada de 100% dos seus filmes e séries. As inclusões tiveram início neste mês e progressivamente a quantidade das versões com áudio em português deve aumentar para atender a demanda dos assinantes que preferem esse formato, entretanto, a ideia é manter os filmes legendados, que também possuem alta procura.

Embora o assunto seja polêmico, com discussões acirradas entre o público sobre qual versão é a melhor – com pontos e argumentos válidos de ambos os lados -, a preferência nacional é pelo conteúdo dublado. Segundo pesquisa realizada em 2015 pela Filme B, empresa de conteúdo online especializada na coleta e análise de informação sobre o mercado cinematográfico, seis em cada dez brasileiros preferem filmes dublados, o que representa uma fatia de 59% do público total dos cinemas, contra 28% dos que optam pela legenda – sem considerar as produções nacionais (13%), que não passam pelo processo de dublagem.

Um estudo feito anteriormente pelo Instituto Datafolha já apontava essa tendência, mostrando que 56% optavam pelas cópias dubladas, enquanto 37% dos frequentadores preferiam assistir as legendadas.   

Essa inclinação também se reflete nos serviços de streaming, TV aberta e por assinatura, até mesmo alguns jogos de vido game já apresentam a versão com áudio em português.

E é preciso reconhecer que essa opção é a mais democrática, ela chega às pessoas que não sabem ler (o Brasil contabiliza 11,3 milhões de analfabetos, segundo último estudo do IBGE), aos que não conseguem acompanhar o ritmo da legenda, aos que possuem restrições visuais ou são menores ainda não alfabetizados.

Entretanto, apesar dos números, obras com áudio original também contam com um público fiel. O principal argumento apresentado pelos defensores da legenda é o de manter a visão original dos realizadores. O idioma nativo do ator faz parte de sua atuação, o sotaque, a entonação e a forma como algo é falado pode influenciar na percepção do que está sendo exibido, para muitos, a gravação das falas em nosso idioma pode encobrir isso, mesmo possuindo as melhores dublagens do mundo.  

Certamente esse debate não terá fim, mas ter as duas opções ao dispor do público é uma forma democrática de veicular conteúdo cinematográfico. E qual é a sua opinião, você prefere obras dubladas ou legendadas, conte para gente!

A crise econômica causada pelo COVID-19 causou uma queda maciça nas nossas receitas publicitárias. Por favor, considere mostrar seu apoio através de uma pequena doação em PayPal. Sua doação ajudará este site a continuar online nesses momentos difíceis e, dessa forma, continuar fornecendo a vocês conteúdos interessantes regularmente. Abraços Sombrios!

COMPARTILHE ESSE POST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
error: Alert: Esse conteúdo está protegido!