O Segredo da Vovó [Relato Sobrenatural]

Esse Relato Sobrenatural nos foi enviado e, ficamos felizes em revelar a vocês ‘O Segredo da Vovó’.

Bem, eu nasci e fui criada num sítio no interior de SP. Morávamos eu, minha vó Maria, minha mãe e meu irmão. Eu tinha mais ou menos 14 anos quando sonhei que estava num ônibus desses de viagem e quem estava dirigindo era uma das minhas tias. No meio da viagem uma mulher entrou. Eu não consegui ver o rosto dela, mas era engraçado, pois eu sabia que ela era linda. Ela sentou ao meu lado e perguntou:

-Como está sua mãe?? Ela está bem?? Diga a ela que estou com saudades e que mandei beijos. Meu nome é Marlene. Então acordei.

Por conseguinte, fui perguntar à minha mãe se ela conhecia alguma Marlene. Se seria alguma amiga de infância dela, mas ela não se recordava de ninguém. Ela mesma foi perguntar pra minha vó se ela lembrava de alguém com aquele nome, mas minha vó também disse que não. Então deixei pra lá!

Outro dia, sonhei que estava no quintal da minha casa, sentada num tronco que minha vó Maria tinha colocado pra sentar e ficar tomando sol. De repente, senti alguém sentando ao meu lado, e era a tal da Marlene de novo. Mas no sonho, era uma sensação de tranquilidade. Eu não tinha medo dela. Foi aí que eu perguntei quem era ela e ela me respondeu:

-Calma minha menina. Eu não vou te fazer nenhum mal. Não se assuste. Sou uma grande amiga da sua mãe, mas ela não vai se lembrar de mim. Porém, diga a ela que eu sempre estou pensando nela, e com muitas saudades. Ela vai conseguir. Tenham fé!

E sumiu! Isso mesmo! Ela desapareceu do nada!

Depois daquilo, acordei toda arrepiada e fui correndo contar à minha mãe. Ela entendeu que deveria ser algum sinal, pois nessa época minha mãe estava lutando pra conseguir a pensão do meu pai.

A parte mais arrepiante foi quando, em outro dia, sentada na sala, sozinha à noite vendo filme, com todos já dormindo, olhei para o lado em direção à cozinha e eu a vi. Era ela, a Marlene. Ela passou ao meu lado em direção aos quartos. Parecia que meu corpo estava anestesiado, pois eu não conseguia me mexer e nem falar nada. Só pude sentir a presença dela e me arrepiar dos pés à cabeça.

Assim que ela desapareceu da sala, eu corri pro quarto gritando por minha mãe e chorando de medo. Ela me acalmou dizendo que poderia ser meu anjo da guarda. Mas com certeza ficou preocupada com aquela situação e, no dia seguinte, conversou com a patroa dela, a qual era espírita e frequentava um Centro Espírita Cardecista. Ela contou tudo sobre meus sonhos e sobre a visão da tal mulher. Então, elas resolveram me levar para esse centro espírita.

A princípio foi tudo muito tranquilo. Muitas orações, passes, e como eu era menor, fiquei na sala com algumas crianças assistindo palestras e, minha mãe com a patroa dela, foram para uma outra sala. Um tempo depois, vi minha mãe saindo da sala aos prantos. Ela tremia demais e a patroa dela tentava consolá-la. Eu não sabia o que estava acontecendo, mas sentia que não era algo bom.

Por conseguinte, fomos pra casa. Assim que entramos, minha mãe foi logo fazendo perguntas para minha vó:

-Mãe, porque a senhora mentiu pra mim todos esses anos? Porque me escondeu isso? Quem é Marlene? Porque eu sei que a senhora sabe quem é ela!

Foi quando minha vó Maria sentou no sofá e chorando começou uma história inacreditável mas, verídica.

Minha vó foi casada com meu avô Arestides, dono de fazendas em MG e era muito mulherengo, dava muito trabalho pra minha vó, mas mesmo assim, tiveram mais de 10 filhos. Para cada filho que nascia, minha vó Maria contratava uma babá diferente e meu avô teve uma caso com uma dessas babás.

Certo dia, minha avó grávida, descobriu que a babá estava grávida do meu avô também. No dia no parto, as duas tiveram seus filhos no mesmo dia, porém uma desgraça aconteceu! O filho da minha avó era natimorto e a babá morreu no parto, mas a criança sobreviveu. Então, minha avó, por compaixão, fez um pacto com meu avô:

-Eu crio a criança da babá como se fosse minha e você enterra nosso filho com ela. Ninguém precisa saber disso e essa história morre aqui também!

Claro que meu avô aceitou!

Isso mesmo! A mulher dos meus sonhos e que parecia pra mim, era a babá que teve um caso com meu avô. Ela era a minha avó verdadeira. Seu espírito só queria descansar, então resolveu dar um jeito de revelar toda a verdade para minha mãe.

Então, depois disso, ela nunca mais apareceu em meus sonhos.

segredo da vovó relato sobrenatural
Relato Sobrenatural: O Segredo da Vovó

Este Relato Sobrenatural é de autoria desconhecida. Assim que descobrirmos o autor, os créditos serão devidamente colocados aqui.

Compartilhe nas Redes
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no tumblr

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Login

Faça o Login para ter acesso à muitas novidades no nosso site!

[ihc-login-form]

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência no nosso site. Se estiver de acordo clique em ACEITAR, mas se estiver em dúvida, leia nossa Política de Privacidade.​

Pesquisa