Farol de Tévennec: Mortes Inexplicáveis e Aparições Sinistras

Farol de Tévennec: Mortes Inexplicáveis e Aparições Sinistras mundo sombrio

Você passaria dois meses em um farol com a reputação de enlouquecer as pessoas? Um homem assumiu o desafio a fim de melhorar novamente a reputação do Farol de Tévennec, mas depois de sua tentativa fracassada, não sabemos se ele completou a tarefa ou se teve sua sanidade mental destruída.

O Farol de Tévennec está localizado no estreito de Raz de Sein, na costa da Bretanha, França. Foi construído em 1871 e iluminado pela primeira vez em 1875.

Durante as Guerras Napoleônicas, o navio francês Séduisant foi destruído no local, resultando na morte de centenas de homens. O farol foi classificado como sendo de quarta categoria, exigindo um único trabalhador em um período de serviço de um ano. Uma série de 23 guardiões chegaram a viver no farol até a sua automação.

De acordo com a lenda, o primeiro guardião do farol, Henri Guezennec, ficou enlouquecido depois de ouvir vozes fantasmagóricas exigindo que ele fosse embora. Supostamente o substituto de Guezennec, Minou, teve uma experiência semelhante a do primeiro guardião.

Farol de Tevennec mundo sombrio
Farol de Tévennec

O governo francês então reclassificou Tévennec como um farol de dois homens, no entanto, as aplicações eram raras. Em 1897, o governo começou a recrutar casais para manter o farol, então algumas mortes inexplicáveis ocorreram.

Em 1897, um guardião residia lá com sua esposa. O guardião morreu e sua esposa foi forçada a viver com seu cadáver até que pudessem ser recolhidos. O terceiro guardião morreu em sua cama. O quarto morou lá com o pai que era idoso.

O homem encontrou o pai morto na cama com a garganta cortada por uma navalha de barbear. Há outras histórias sobre uma criança que também teria morrido lá e de um guardião que supostamente morreu por escorregar, cair e ser empalado por uma faca. Um padre até foi chamado para exorcizar a propriedade, mas parece que a atitude foi fracassada.

A última esposa do último guardião estava no meio do parto quando uma das paredes foi destruída por ondas.

Foi decidido em 1910, tornar o farol totalmente automatizado. Vinte e três guardiões cuidaram do farol ao todo antes disso, mas ninguém viveu lá desde a automação do farol.

Com um mítico ceifador sombrio supostamente vivendo lá e várias mortes na história, não é surpresa que os visitantes tenham tido avistamentos de fantasmas no local.

COMPARTILHE ESSE POST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Posts Recentes

Ritual Macabro

Já era noite quando quatro amigos chegaram à uma cabine nas montanhas geladas de Montana nos Estados Unidos que alugaram

Leia Mais

Parceiros