Krampus: Conheça a Versão Maligna do Papai Noel

Krampus-mundo-sombrio

Origem pré-Cristã do Krampus

O Krampus é representado como uma criatura bestial — com chifres de cabra, cascos de fauno e o corpo coberto de pelos — de aparência horripilante, e sua origem está relacionada ao folclore germânico.

Há milhares de anos, antes do surgimento do Cristianismo, existia na Europa uma grande variedade de lendas associadas à realização de festejos e sacrifícios para honrar as divindades, para que no ano seguinte a colheita fosse farta. As celebrações costumavam ocorrer no solstício de inverno, e era comum que as pessoas se fantasiassem de demônios e saíssem pelas ruas para pedir comida e bebida.

Essas tradições acabaram sobrevivendo ao tempo e se misturando às festividades cristãs, já que o solstício também coincide com a época em que se comemora o Natal. De acordo com a lenda, o Krampus aparece na noite do dia 5 de dezembro e fica perambulando pelas ruas durante duas semanas, arrastando correntes enferrujadas e tocando sinos para assustar as crianças.

stefan koidl gruss vom krampus 2017 1
Krampus por Stefan Koidl

Hoje em dia, jovens rapazes se fantasiam com trajes demoníacos superelaborados e saem pelas ruas, e muitos carregam varas e um cesto nas costas que serviria para capturar os desobedientes e levá-los para o inferno.

Lenda e Atualidade

Na Áustria, onde a tradição de se vestir de Krampus e sair pelas ruas apavorando os pequenos é especialmente conhecida, inclusive ocorre a “Krampusnacht” — ou “A Noite do Krampus” em tradução livre —, durante a qual vários grupos de demônios com mais de 200 participantes desfilam pelas ruas.

Algumas das máscaras mais elaboradas geralmente são talhadas em madeira, contam com chifres de cabra de verdade e chegam a custar € 600 (cerca de R$ 2 mil). O traje tradicional completo, feito com pele de ovelha ou cabra e demais apetrechos, chega a custar entre € 500 e € 600 (entre R$ 1,6 mil e R$ 2 mil aproximadamente). Provavelmente são bem mais caros do que muitas fantasias de Papai Noel!

E não pense que o Krampus não visita as crianças brasileiras! Segundo algumas fontes, em determinadas localidades de Santa Catarina — com forte influência alemã — existe uma variação desse personagem. Por lá ele se chama “Pensinique” e circula vestido com sacos de juta e roupas velhas, e carrega um saco cheio de apetrechos para assustar as crianças levadas.

COMPARTILHE ESSE POST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Posts Recentes

Scroll Up