A Babá

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
A Babá é uma história assustadora sobre uma adolescente que responde a um anúncio à procura de uma babá. Ela precisa do dinheiro, mas quando conhece os filhos que deve cuidar, ela se arrepende.
a babá história de terror mundo sombrio

Assim que terminei a escola, não foi fácil encontrar trabalho. Ninguém queria contratar uma garota sem qualificações. Eu estava cansada de me candidatar a empregos anunciados em jornais e na Internet sem receber nenhuma resposta.

Um dia, vi um anúncio de um trabalho que não era tão tentador, mas eu realmente precisava do dinheiro. O anúncio dizia que eles estavam procurando uma babá para cuidar de três crianças pequenas. Dizia que não eram necessárias qualificações, apenas exigiam alguém jovem, responsável e bonito.

Liguei para o número e o telefone foi atendido por uma mulher com uma voz doce e amigável. Quando eu disse à ela que estava ligando sobre o trabalho de babá, ela me contratou na hora. Ela nem quis me conhecer pessoalmente primeiro, mas disse que precisava que eu começasse imediatamente. Fiquei encantada.

Na manhã seguinte, fui até a casa para conhecer a família. Assim que cheguei lá, vi que a casa era linda por dentro e por fora, tão linda que você até diria que a família era rica. A mulher e o marido me receberam com um sorriso largo no rosto e me apresentaram aos filhos.

Havia dois meninos e uma menina. Sebastian tinha 6 anos, Damian tinha 5 e Lenka tinha 4 anos. As crianças pareciam ser legais, felizes e amigáveis. Eles sempre foram educados, nunca brigaram entre si e nunca fizeram bagunça. Tudo o que eles faziam era brincar sozinhos ou ler um livro.

Os pais disseram que iriam jantar e não estariam em casa até tarde da noite. Eles me falaram que as crianças já haviam sido alimentadas, então tudo que eu precisava fazer era prepará-las para dormir. A mãe me deu um número de telefone e me disse para ligar se houvesse qualquer emergência. O pai me disse para me sentir em casa e, se eu estivesse com fome, ele disse que eu poderia pegar o que quisesse da geladeira.

Depois que os pais foram embora, as crianças se sentaram no sofá para assistir TV. Eles estavam muito quietos e mal disseram uma palavra. Eu já estava meio com fome, então, durante um comercial, fui para a cozinha fazer um lanche.

Enquanto vasculhava a geladeira, não pude deixar de notar dois frascos grandes que estavam cheios na parte traseira da geladeira. Ambos estavam embrulhados em papel pardo comum e tinham um elástico vedando a borda. O que será que tinha dentro deles? Minha curiosidade tomou conta de mim.

Peguei um dos potes e retirei a embalagem marrom para dar uma espiada. Ele estava cheio de longas tiras de carne gordurosa flutuando em um líquido vermelho escuro. Eu não sabia dizer que tipo de carne era, mas não parecia carne de porco ou carne de vaca.

Quando eu estava prestes a colocar o frasco de volta onde o encontrei, ouvi um barulho atrás de mim. Aquilo me assustou tanto, que bati minha cabeça na prateleira acima de mim. Quando me virei, Sebastian estava parado na porta, me olhando.

“Coloque isso de volta”, disse ele. “Isso não é para você.”

O olhar em seus olhos e o tom de sua voz me arrepiaram a espinha.

“Desculpe”, eu murmurei. “Eu estava apenas procurando algo para comer …”

Sebastian não respondeu. Ele apenas ficou lá, olhando para mim. Coloquei o pote de volta na geladeira e fechei a porta. Sebastian se virou e voltou para a sala. Depois daquilo eu acabei perdendo o apetite, então me juntei às crianças na sala e fui assistir desenhos animados com elas.

Eu estava tentando não deixar minha imaginação me dominar quando os desenhos terminaram e as notícias surgiram. Havia uma história sobre uma adolescente que havia desaparecido. A polícia encontrou a cabeça em decomposição em uma lixeira. Eles disseram que não tinham ideia do que havia acontecido com o resto dela. Eu tinha medo que aquela notícia horrível perturbasse as crianças, então mudei de canal e disse à elas que era hora de dormir.

As crianças não reclamaram. Eles apenas subiram as escadas em fila única e foram para os quartos. Coloquei-os de pijama e os preparei para dormir. Então, eu as coloquei em suas camas, beijei todas elas, dei boa noite, apaguei as luzes e voltei para o andar de baixo.

Estava entediada e não tinha absolutamente nada para fazer, então decidi assistir a um filme. Examinei a coleção de DVDs da família, mas tudo o que eles tinham eram desenhos animados e filmes da Disney. Eu não estava com disposição para mais coisas de crianças.

Na prateleira de baixo, vi algumas fitas VHS antigas. Uma delas tinha um título estranho: “M. Girls”. Como era um título bastante curioso, decidi dar uma olhada. Coloquei a fita de vídeo no videocassete e pressionei play, depois sentei no sofá enquanto o vídeo começava.

A primeira coisa que notei foi que era um vídeo caseiro. A família deve ter gravado eles mesmos. Os pais e os filhos estavam todos rindo e pareciam estar se divertindo. Eu estava prestes a desligar o vídeo quando notei outra pessoa nas imagens. Era uma garota que parecia estar no final da sua adolescência. Parecia que ela era a babá anterior.

Ela parecia muito familiar. Eu estava reconhecendo-a de algum lugar. Talvez ela tenha estudado na minha escola. Então finalmente me dei conta:

“Oh meu Deus!”, eu pensei.

Era a garota desaparecida da reportagem.

Minhas mãos começaram a tremer. Meu corpo inteiro estava tremendo. Eu só queria sair de lá o mais rápido possível.

Eu pulei do sofá, ejetei a fita e coloquei-a de volta no estojo. Então me lembrei dos potes na geladeira. Eu tinha que ver o que havia naqueles frascos.

Estremecendo, fui para a cozinha e abri a geladeira.

“Talvez eu esteja apenas em choque”, pensei. “Talvez não seja nada demais.”

Cheguei e peguei o segundo frasco. Descolando a embalagem de papel marrom, pude ver longos pedaços de carne pálidos e tiras de gordura flutuando no líquido vermelho.

Parte da carne parecia ter pele… pele humana.

Eu também podia ver o que pareciam fios de cabelo… cabelos longos… cabelos humanos.

Eu estava com tanto medo, que estava prestes a fazer xixi nas calças.

Arranquei o elástico que estava selando o frasco e espiei dentro. Havia um globo ocular me encarando.

Horrorizada, deixei cair o pote e ele quebrou no chão da cozinha.

Corri para a sala, vesti minha jaqueta, peguei a fita de vídeo e a enfiei no bolso.

Assim que cheguei no corredor, Sebastian estava em pé na escada.

“Onde você está indo?”, ele perguntou.

“Eu… eu apenas… eu apenas me lembrei”, gaguejei. “Esqueci uma coisa… tenho que ir para casa e buscá-la… volto em alguns minutos…”

Damian e Lenka desceram correndo as escadas.

“Você não pode ir!”, Damian gritou. “Você não pode nos deixar sozinhos aqui!”

“Estou ligando para os nossos pais”, gritou Lenka pegando o telefone e discando os números.

Sebastian agarrou minha perna e não a soltou.

“Você tem que ficar!”, ele gritou. “Nós estamos com fome!”

Seu aperto era extremamente forte, mas eu consegui afastá-lo e saí correndo pela porta da frente.

Enquanto corria para o meu carro, vi os pais das crianças entrando na garagem, mas eu não parei por um instante. Pulei pra dentro do meu carro e tranquei todas as portas.

As crianças estavam na porta, gritando e chorando. A mãe e o pai saíram do carro e eles vieram correndo em minha direção. Havia um olhar raivoso em seus rostos.

“O que há de errado?”, Eles gritaram. “Onde você vai? Volte aqui!”

Eu sequer respondi. Rodei a chave e dei partida.

Eles começaram a bater nas janelas.

Pisei no acelerador e saí de lá como um morcego do inferno e não olhei para trás. Eu não parei até chegar à delegacia. Contei aos policiais tudo o que sabia e entreguei a fita de vídeo como prova.

A polícia imediatamente enviou dois carros de patrulha. No momento em que chegaram na casa, os pais e os filhos tinham sumido. Eles apenas pegaram o carro e desapareceram.

A polícia revistou a casa e encontrou os frascos na geladeira. Eles também encontraram carne e ossos humanos no porão. A perícia fez testes e confirmou que aqueles eram os restos da garota desaparecida.

Eles nunca conseguiram rastrear a família. Eles ainda estão por aí em algum lugar, provavelmente vivendo com um nome diferente, provavelmente ainda em busca de novas vítimas.

Se você quer o meu conselho: Tome cuidado quando for trabalhar de babá.

Leia Mais Histórias de Terror Assustadoras
Mundo Sombrio

Mundo Sombrio

Histórias de Terror, Lendas Urbanas, Creepypastas, Relatos Sobrenaturais, Vídeos e muito mais. Mundo Sombrio: O Melhor do Terror para Você!