Bianca

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
bianca história de terror

Silvério voltou tarde do trabalho, estava muito cansado, não via a hora de chegar em casa.

Quanto mais ele andava mais longe a residência ficava, então ele decidiu ligar a lanterna do telefone para focar na estrada, pois estava uma noite muito escura e tenebrosa.

Daí que ele ouviu alguém gritando e fugindo de algo no meio da estrada, de longe a coisa parecia um animal morto, então o homem pensou que talvez tivesse sido atropelado ou algo parecido, mas quando Silvério chegou mais perto saltou de susto ao ver aquilo, era o cadáver de uma mulher no meio da estrada, com a cabeça decapitada.

Então o homem cai no chão muito zonzo e começa a vomitar ao ver aquilo, tenta ligar para a polícia, mas tem medo de que eles o associem ao crime, daí quando estava prestes a fugir do local, ele observa como a mulher morta era linda. Ela era loira, de lábios rosados, com os decotes bem definidos expostos, então Silvério fica excitado a cada vez que olha para o cadáver, ele tenta lutar com todas as forças dentro de si para sair daí, mas a voz da tentação fala mais alto.

Ele pegou a cabeça que estava separada do corpo e tentou colá-la ao pescoço, daí começou a beijá-la com muita vontade como se ela ainda estivesse viva, e fez um amor intenso com ela. Sedento de puro prazer naquela hora, Silvério nem notou que o cadáver também o acariciava, tocava em suas barbas e o sentia dentro de si, foi daí que ele pulou de muito assustado quando ouviu um sussurro:

– Você é meu Silvério!!!

Após saciar as suas necessidades, só agora o homem dá se conta da besteira que fez e fecha o zíper das calças para fugir.

Ao chegar em casa, ele depara-se com Marta sua esposa, parada na porta toda preocupada, ela disse que tentou ligar para Silvério milhões de vezes, mas só dava na caixa postal, tinha muito medo de que algo ruim acontecesse, mas Silvério a beija e diz que tudo está bem e que não precisa mais preocupar-se.  Daí Marta diz algo que chama sua atenção:

– Amor, você soube da menina que foi decapitada?

Então ele faz-se de desapercebido e responde:

– Decapitada? Claro que não amor, que horror.

– É verdade amor, você não vai acreditar, eles dizem que ela era uma bruxa, decidiram não chamar a polícia porque ninguém deve tocá-la até o sétimo dia, vão cremar ela. – disse a esposa encarando tudo como uma piada.

Então Silvério fica todo estático, nervoso e com medo ao mesmo tempo, começa a sentir umas estranhas cosseiras nas partes íntimas e vai trancar-se no quarto. Sua esposa estranha seu comportamento, mas não diz nada. Silvério ao abrir suas calças naquele quarto, deu um grito forte ao ver vermes saindo do seu órgão sexual, sua esposa tenta arrombar a porta pois ele não para de gritar. Ele corre para o banheiro e tenta espantar os bichos com produtos químicos, mas aquilo só piora, ele sente que estão apodrecendo por dentro, começa a vomitar sangue e a sentir altos calafrios. Quando Marta finalmente consegue entrar naquele quarto, vê o marido morto em um alto estado de decomposição, suas tripas e outros órgãos estavam fora.

Daí a mulher quase desmaia ao ver também letras se formando na testa de Silvério, tornando palavras:

– Eu sou Bianca, a bruxa que vocês assassinaram. Toda a cidade queimará.

Após algumas horas, um outro homem passa pela mesma estrada e vê o cadáver de uma bela mulher com a cabeça decapitada, aproxima-se e sente uma forte atração…

Autor: Manuel Salvador S. Maugente

Leia Mais Histórias de Terror Assustadoras
Mundo Sombrio

Mundo Sombrio

Histórias de Terror, Lendas Urbanas, Creepypastas, Relatos Sobrenaturais, Vídeos e muito mais. Mundo Sombrio: O Melhor do Terror para Você!

Selecionados para Você