O Primeiro Dia de Aula

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
O Primeiro Dia de Aula é uma história assustadora sobre um aluno que se muda para uma nova cidade e começa a frequentar uma nova escola, mas acaba tendo problemas para encontrar a sala de aula certa.
primeiro dia de aula história de terror mundo sombrio

O primeiro dia de aula é sempre estressante para qualquer aluno. Meu primeiro dia em uma nova escola foi um pesadelo absoluto.

Eu tinha 14 anos e minha família tinha acabado de se mudar para uma nova cidade. Meu pai recebeu uma oferta de emprego que pagava melhor e, uma semana depois, vendemos nossa casa e alugamos um apartamento na cidade para onde nos mudamos. Era verão, então foi simples começar na minha nova escola.

No primeiro dia, fui sozinho para a escola. Eu estava nervoso por ter que fazer novos amigos. Então, assim que cheguei, peguei um cronograma e vi que minha primeira aula era de matemática. Era na sala 104.

Por conseguinte, comecei a andar pelos corredores, em busca da sala, mas a escola era como um labirinto. Eventualmente, o sinal tocou e os alunos foram para suas salas de aula. Em menos de um minuto, os corredores estavam desertos.

Parei em frente a um par de portas duplas de madeira que pareciam velhas. Eu empurrei e com um som de metal raspando na madeira, elas se abriram. Eu me encontrei em um corredor velho e empoeirado. Os armários estavam todos abertos e o fedor de mofo e umidade pairava no ar. Eu estava prestes a me virar e voltar por onde vim, quando notei os números nas portas das salas de aula. “100… 101… 102…”.

Comecei a andar pelo corredor, mas quando olhei pelas janelas de cada sala de aula, elas estavam vazias. Então, finalmente cheguei à sala de número 104. Espiei pela janela. Todos os alunos estavam sentados em suas carteiras, a professora em pé no quadro-negro e a aula estava em andamento. Eu silenciosamente abri a porta e entrei.

Nenhum dos outros alunos prestou atenção em mim. Comecei a me desculpar sem jeito pelo atraso, mas a professora simplesmente me deu as costas e começou a escrever no quadro. Ficando vermelho de vergonha, eu rapidamente encontrei um lugar vago na frente da sala de aula e me sentei.

A professora já havia escrito seu nome a giz na lousa. Era a Sra. Taylor.

Eu estava nervoso e constrangido, então não queria chamar atenção para mim. Durante a aula, eu apenas mantive minha cabeça baixa e me concentrei em resolver os problemas de matemática.

Eventualmente, depois do que pareceram horas, o sinal tocou e a aula terminou. Os outros alunos pularam de suas carteiras e correram porta afora. Olhei para o relógio e fiquei chocado ao ver que já eram três da tarde. O dia escolar havia acabado e eu só tinha assistido a uma aula.

Desci os corredores, tentando encontrar a saída. De repente, ouvi alguém chamar meu nome e olhei em volta. Havia um professor vindo em minha direção e ele tinha uma careta feia no rosto.

“Você! Sim você! Você é o novo garoto, não é? ” ele perguntou enfurecido.

“Uh … Sim,” eu respondi.

“Onde você esteve?! Estive procurando por você o dia todo! Por que você não participou das suas aulas? ”

“Mas eu estava em aula”, protestei.

“Qual classe?” Ele me perguntou.

“Eu estava na aula da Sra. Taylor, ”eu respondi. “Na Sala 104”.

Os olhos do professor se arregalaram e ele ficou mais furioso ainda.

“Você se acha muito engraçado, não é?!” ele gritou. “Bem, você não é nem um pouco. Não é assunto para fazer gracinhas. Agora saia da minha frente!”

Fiquei muito confuso e, durante a longa caminhada para casa, fiquei me perguntando o que eu havia dito que tinha deixado ele tão chateado. Assim que cheguei em casa, liguei meu laptop e fiquei online. Comecei a pesquisar o nome da escola e da professora Taylor.

O que eu encontrei gelou toda a minha espinha e foi até a alma.

Havia notícias antigas sobre um terrível massacre ocorrido na escola 10 anos antes.

Certa manhã, bem cedo, um atirador enlouquecido simplesmente entrou na escola e começou a atirar pra todos os lados. Ele parou na porta de uma sala de aula e atirou no professor. Em seguida, ele fuzilou os alunos um por um, até que cada pessoa na classe estivesse morta em uma poça de sangue.

Havia fotos da sala de aula onde os assassinatos aconteceram. Eu a reconheci imediatamente. Era a sala 104.

Também havia fotos das vítimas. Eu os reconheci também. Tremendo de medo, olhei para os rostos sorridentes da Sra. Taylor e de todos os alunos com quem eu tinha frequentado.

Eu me senti muito mal do estômago. Minhas mãos tremiam e um arrepio percorreu meu corpo. Passei a noite toda tentando me convencer de que tudo que eu tinha visto não era verdade.

Na manhã seguinte, eu estava com muito medo de voltar para a escola. Eu desabei e contei aos meus pais o que tinha acontecido. No início, eles pensaram que era apenas nervosismo, mas, eventualmente, depois que me recusei a ir para a escola por uma semana inteira, eles desistiram e me matricularam em uma escola diferente.

Consegui continuar com minha vida e tentei o meu melhor para esquecer o incidente. Quase consegui …

Esta manhã, recebi uma carta pelo correio. Não havia selo no envelope e nenhum endereço do remetente. Foi entregue em minhas mãos.

Quando abri o envelope e li o cartão impresso dentro, minhas mãos começaram a tremer novamente.

Era um convite para uma reunião de classe …

… e estava assinado “da Sra. Taylor”.


ESCRITO POR: ScaryForKids

TRADUZIDO E ADAPTADO POR: Mundo Sombrio

Leia Mais Histórias de Terror Assustadoras
Mundo Sombrio

Mundo Sombrio

Histórias de Terror, Lendas Urbanas, Creepypastas, Relatos Sobrenaturais, Vídeos e muito mais. Mundo Sombrio: O Melhor do Terror para Você!