Trigêmeas gritam de madrugada e se escondem de monstro na parede do quarto

No final de janeiro de 2021, três meninas trigêmeas acordaram em seu quarto à noite e viram algo na parede com o que primeiro tentaram conversar, depois tentaram bater nele e atiraram brinquedos nele. A mãe das meninas ficou muito assustada.
triplets-video.jpg

Uma filmagem de 5 minutos da babá eletrônica (veja o vídeo abaixo) no quarto das trigêmeas foi postada online outro dia. No meio da noite, as meninas acordaram de repente, pularam da cama, e então viram algo na parede ou perto dela.

As meninas gritaram de medo, então apontaram os dedos para a parede e falaram com essa criatura invisível.

Trigêmeas gritam de madrugada e se escondem de monstro na parede do quarto
Trigêmeas gritam de madrugada e se escondem de monstro na parede do quarto

Quando a mãe das meninas assistiu a esse vídeo, ficou muito assustada e começou a perguntar às crianças o que elas tinham visto. Mas as meninas apenas disseram que viram o “monstro” e não deram mais detalhes sobre a aparência dele ou o que ele fazia.

As meninas de Presley, Millie e Hayes Nichols, têm 2 anos e moram com os pais na Geórgia. Tudo o que foi gravado em vídeo aconteceu na noite de 26 de janeiro de 2021, mas isso foi só o começo.

Segundo a mãe delas, Caitlin, após esse incidente, elas acordaram novamente no meio da noite e alegaram que viram o monstro novamente no mesmo lugar contra a parede.

No vídeo, você pode ouvir uma das garotas dizendo as palavras “na sua cara” para o ser invisível. Talvez a menina tenha dito que iria dar um soco na cara do monstro, já que depois disso as trigêmeas começaram a correr de parede em parede. E então as três tentaram se esconder do monstro atrás do armário.

Durante o incidente de 5 minutos, as trigêmeos apontam repetidamente os dedos para uma parede vazia, e algumas delas até tentam bater os punhos na parede.

De acordo com os jornalistas, em certo momento você consegue ouvir claramente quando uma garota olha para a parede e grita:

“Você gosta das nossas camas?”, E depois outra grita para a parede “Você tem algum problema!”

Em geral, o monstro não parece assustar muito as crianças, pois em alguns momentos as meninas agiam como se estivessem se divertindo. No final da gravação, as trigêmeas perderam o interesse pela parede (provavelmente o monstro ou fantasma havia saído) e começaram a brincar entre as almofadas espalhadas pelo tapete.

A mãe das meninas, tendo assistido ao vídeo assustador várias vezes, acabou optando por pensar que suas filhas estavam apenas começando o período de “amigo imaginário” e que tudo não passava de mera imaginação.

Leia também: Menina de 3 anos desenha amiga imaginária e sua descrição é absolutamente aterrorizante.

No entanto, ela admitiu em uma entrevista que este não é o primeiro incidente assustador que ocorre no quarto de seus bebês. Anteriormente, algo incompreensível aconteceu durante a noite com os brinquedos das meninas.

Quando este vídeo se tornou popular na web, os usuários ficaram divididos, alguns ficaram convencidos de que as crianças estavam apenas brincando, outros começaram a escrever que, quando as crianças brincam, muito raramente gritam para “amigos imaginários”, palavras como “na sua cara” ou “Você tem um problema!”. Além disso, isso não acontecia durante o dia, quando brincadeiras barulhentas e ativas são comuns, mas no meio da noite.

Quanto ao terceiro grupo de usuários, eles notaram que nas lentes do monitor do bebê também é possível ver uma “bola branca voadora” (orbe) muito rápida que voa regularmente pela sala durante o vídeo.

A crise econômica causada pelo COVID-19 causou uma queda maciça nas nossas receitas publicitárias. Por favor, considere mostrar seu apoio através de uma pequena doação em PayPal. Sua doação ajudará este site a continuar online nesses momentos difíceis e, dessa forma, continuar fornecendo a vocês conteúdos interessantes regularmente. Abraços Sombrios!

COMPARTILHE ESSE POST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
error: Alert: Esse conteúdo está protegido!