Corey [História de Terror]

A História de Terror “Corey”, conta a história de um garoto que procura ajuda em uma terapia de grupos, a fim de tentar resolver a fobia intensa que tem em seu coração.
corey história de terror

Todos estavam na sala reunidos. Alguns garotos jovens formavam um círculo no centro do cômodo junto ao professor Aidan Bresling, o psicólogo do grupo. Aquela era a primeira vez de Corey, um rapaz tímido que sempre andava cabisbaixo. Então, o mentor perguntou a um dos garotos novos do grupo:

– Qual é o seu medo? – perguntou apontando para ojovem.

– Tenho medo de aranhas – ele respondeu.

Então o professor perguntou a outro, que parecia estar há mais tempo ali e ele respondeu que tinha fobia social, mas argumentou que estava combatendo com ajuda do orientador e com a turma, com quem compartilhava medos em comum. Aidan Bresling usou alguns garotos como exemplo e afirmou que estes estavam conseguindo superar suas aflições.

Por conseguinte, continuou interrogando alguns outros jovens. Alguns disseram que tinham medo de palhaços, porém, da mesma forma do primeiro adolescente, estavam aos poucos superando esse medo. No decorrer das perguntas e comentários, a conversa foi ficando um pouco engraçada, pois algumas aflições chegavam a ser cômicas de acordo com as respostas. Por exemplo: os meninos que diziam ter fobia de coisas incomuns, mas eles pareciam felizes pelo tratamento que estavam recebendo. E, nesse momento, o professor passou a pergunta para Corey e todos ficaram confusos com a sua resposta. Ele tinha pavor da Senhora Kristin.

Todos se entreolharam abismados com aquela resposta.O professor levantou uma das sobrancelhas e pediu para que ele se explicasse.Nessa circunstância, Corey falou que a Senhora Kristin era uma bruxa. Ela moravana região há não muito tempo e que ela era bizarra e assustadora. Uma pessoaque não saía muito de casa, deixava o cabelo esparramado por toda a cabeça,exalava um fedor podre, ficava falando com os animais na rua, além de passar anoite toda perambulando pelos bairros. Todos diziam que ela gostava de comerinsetos. Por conta dessas coisas, todos falavam que ela era uma bruxa.

O homem então entendeu o que se passava com o garoto. Deu um suspiro de tédio e falou que as pessoas são diferentes e que isso não é motivo para terem medo delas, pois a mulher poderia estar com algum problema mental. Então os outros garotos começaram a rir enquanto Corey continuava triste. Aidan Bresling não deixou ele de fora. Disse ao menino poderia seguir o exemplo dos demais, lutando contra os seus medos. O rapaz ficou horas a fio escutando as mesmas coisas e a forma como cada integrante do grupo estava superando as suas fobias.

No primeiro dia de tratamento, ele não disse para o psicólogo o que realmente lhe assustava envolvendo aquela mulher com características dignas de um filme de terror. Quando o seu único irmão morreu, com apenas sete anos, afogado na piscina, Corey não comentou com o senhor Bresling sobre a única pessoa que estava presente naquele dia, a senhora Kristin. Ninguém sabia que o garoto fora afogado, um assassinato cruel. O que guardava em seu coração precisava de alguma forma ser combatido.

Finalmente, chegou o dia da sessão de terapia em grupo. O rapaz voltou, mas agora estava com a cabeça erguida e este dia foi como primeiro: o professor interrogou a todos, as mesmas respostas, os mesmos rostos, nenhum novato, com exceção de Corey.

O seu rosto levantado e um sorriso em sua bocamostrava que estava bem melhor do que no primeiro dia. À essa altura, olhando apostura firme do rapaz, o mentor perguntou como ele estava em relação a suafobia e a resposta foi algo que saiu bravamente dos pulmões do garoto. Tãoalegre e confiante, disse que a senhora Kristin fora encontrada morta em suacama.

O psicólogo ficou sem respostas por alguns minutos e disse que isso era triste, que não era algo pra se ter orgulho. Aidan perguntou o que ele estava sentindo com tudo aquilo, pois não demonstrava nenhum tipo de piedade ou sentimento a respeito da morte da velha senhora. O garoto disse que estava feliz e não tinha mais medo de nada. Então, a sessão continuou como da primeira vez. Aqueles outros garotos falando sobre as suas fobias, onde muitas eram estranhas, mas que estavam combatendo como o professor ensinou, que ninguém precisava carregar nenhum tipo de peso nas costas e que de alguma forma, tem como serem superadas.

Entretanto, tem algo que Corey não fez diante dosoutros garotos e do professor: ele não disse que a senhora Kristin morreu sufocadapor um travesseiro enquanto dormia. Algo mais macabro ainda que ele não dissepara ninguém: a forma como seu irmão morreu.

Ele odiava aquele garoto por ser inteligente e querido por todos. Então, com suas próprias mãos, matou o irmão afogado. Mas a senhora Kristin estava presente e sabia do que ele tinha feito…

História de Terror escrita por Sombrio, corrigida e adaptada para o site Mundo Sombrio

O que você achou da História de Terror “A Boneca Nova”? Não esqueça de classificar essa História e deixar sua opinião aí nos comentários. Abraços Sombrios!

Leia Mais Histórias de Terror Assustadoras

A crise econômica causada pelo COVID-19 causou uma queda maciça nas nossas receitas publicitárias. Por favor, considere mostrar seu apoio através de uma pequena doação em PayPal. Sua doação ajudará este site a continuar online nesses momentos difíceis e, dessa forma, continuar fornecendo a vocês conteúdos interessantes regularmente. Abraços Sombrios!

COMPARTILHE ESSE POST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

RECOMENDADOS PARA VOCÊ

error: Alert: Esse conteúdo está protegido!