O Carro Vermelho

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
“O Carro Vermelho” é uma lenda urbana assustadora do México sobre um grupo de bruxas que viajam pelas estradas em busca de homens. Também é conhecido como “El carro de las brujas” ou “A carruagem das bruxas”. Baseado em uma lenda do México.

Dizem que, no México, há um carro vermelho escarlate que viaja à noite na estrada entre a Cidade do México e Cuernavaca. Normalmente, só é visto por homens que vagam pelas ruas desertas depois de escurecer. Eles o chamam de “El carro de las brujas” ou “A carruagem das bruxas”.

Dentro do carro vermelho estão duas ou três mulheres. Às vezes, há até cinco e são todas muito bonitas. Quando veem um homem sozinho na beira da estrada, param o carro e tentam convencê-lo a entrar. Elas usam uma linguagem sensual, gestos e prometem que vão realizar seus sonhos.

Se o homem aceita a oferta e entra no carro vermelho, geralmente é encontrado algum tempo depois, deitado sem vida ao lado da estrada, seu corpo machucado e surrado coberto de cortes e estranhos símbolos misteriosos. É óbvio que ele foi submetido a algum ritual ocultista no qual foi sacrificado ao diabo.

Alguns dizem que o forro escarlate do carro vermelho é feito com o sangue das vítimas…

Era o fim de mais um dia de trabalho para o jovem Miguel, depois de ficar de plantão como garçom, servindo em um restaurante movimentado e muito conhecido na cidade de Puebla, no México. Ele ficou o dia inteiro e largou no fim da tarde para outro garçom assumir o turno da noite.

Como de costume, Miguel sempre passava na oficina de seu primo Pablo para darem uma volta pela cidade no fim de semana. Aquela noite parecia mais escura que o de costume, mas nem isso abalou os dois jovens que só queriam se divertir, afinal, no fim de semana, eles não queriam saber de mais nada.

Foi uma noite de farra, regada a muita bebida e belas mulheres na noite badalada. As três da manhã, os dois jovens caminhavam pelas ruas de Puebla. Estava calmo e eles ainda queriam mais, porém foram obrigados a parar bruscamente quando uma luz forte ofuscou seus olhos. Era um carro vermelho parado na rua. A luz forte do farol piscava como se estivesse enviando algum sinal.

“Acho que está nos chamando…” Gaguejou Pablo, ainda sob o efeito da bebida.

Miguel sentiu um frio na boca do estômago, como se algo estivesse estranhamente errado.

Os dois jovens se aproximam do carro vermelho, ao chegarem perto, de dentro do carro, saem duas belas jovens. Elas estavam vestidas com roupas que pareciam seda, que contra a luz fraca de um poste, deixavam transparecer as curvas e detalhes dos seus lindos corpos.

“Por favor, estamos com problemas no motor. Vocês poderiam nos ajudar?”, Uma delas perguntou num tom suave e com uma voz encantadora.

Pablo, encantado com a voz da linda mulher, pediu para dar uma olhada no motor do carro. Miguel, mesmo encantado com a beleza das duas jovens, ainda estava com aquela estranha sensação de que havia algo muito errado. Enquanto Pablo foi olhar o motor do carro vermelho com uma das mulheres, a segunda se aproxima de Miguel, oferecendo um copo de uma bebida avermelhada, semelhante ao vinho.

“Não, grácias!” Miguel recusou educadamente a oferta da jovem. Ela o envolve em seus braços e sussurra com uma voz sedutora em seu ouvido, ela o convida a entrar no carro vermelho. Miguel não resiste aos encantos da jovem que o pega pelas mãos e o leva para o carro. Quando está prestes a entrar no veículo ele se assusta e dá um passo para trás. Ao olhar no vidro da janela, ele vê o reflexo da mulher ao lado dele. O reflexo refletido pela película escura revelou a verdadeira face da bela jovem, o reflexo mostrou sua verdadeira forma, uma pele sêca colada aos ossos revelando um aspecto de caveira, cabelos brancos e amaranhados, dentes podres e pontiagudos e os olhos amarelados, revelando uma imagem perturbadora.

Caminhando para trás, Miguel tropeça e cai, batendo a cabeça na beira da calçada, ele vê sua visão escurecer e antes de perder a consciência ainda consegue ver seu primo entrar no carro com as mulheres.

Num cantar de pneus o carro vermelho sai em disparada sumindo na escuridão. Miguel só tem tempo de estender a mão e gritar em vão o nome de Pablo. Então tudo fica escuro. Essa foi a última vez que Miguel viu seu primo com vida.

Miguel acordou horas depois no hospital, ele perguntou o que havia acontecido e o médico respondeu que ele foi encontrado desacordado na beira de uma calçada. Aparentemente ele tropeçou e acabou desmaiando com o baque forte na cabeça.

Miguel deu queixa do sequestro de Pablo, dando as descrições do veículo. A polícia iniciou uma investigação, mas no local do sequestro a única evidência encontrada foram as marcas de pneus deixada no asfalto.

O corpo de Pablo foi encontrado dois dias depois na beira de uma estrada a alguns quilômetros da cidade. Seu corpo estava pálido e marcado com símbolos estranhos feitos com algum objeto afiado. O legista constatou que todo o sangue do rapaz foi drenado misteriosamente. Por falta de mais pistas, a polícia com o tempo encerrou o caso. O carro vermelho nunca mais foi visto.

Leia Mais Histórias de Terror Assustadoras
Mundo Sombrio
Histórias de Terror, Lendas Urbanas, Creepypastas, Relatos Sobrenaturais, Vídeos e muito mais. Mundo Sombrio: O Melhor do Terror para Você!
poço abandonado história de terror
O Poço Abandonado [História de Terror]

“O Poço Abandonado” é um pedaço de terror puro que barra muitos filmes de terror do cinema. Uma criança vai à uma aldeia durante suas férias e dá de cara com um poço abandonado no alto de uma colina. Isso é que é terror!

O Homem Torto

“1, 2, Não olhe pra trás.3, 4, Correr não adianta mais.5, 6, Chegou a sua