15 Fatos sobre Ted Bundy que você provavelmente não sabia

15 Fatos Desconhecidos sobre Ted Bundy que Vão te dar Calafrios mundo sombrio

Estes são apenas 15 fatos sobre Ted Bundy que achamos mais horríveis. As histórias parecem quase intermináveis. Ele era um mestre manipulador e muito charmoso. Era quase como se ele não tivesse personalidade alguma – apenas a capacidade de mostrar às pessoas o que elas queriam ver para conseguir o que ele queria delas.

15 Fatos sobre Ted Bundy

1. No início da década de 1970, Bundy trabalhava para uma linha de atendimento de prevenção ao suicídio em Seattle. Seus colegas de trabalho, incluindo a autora Ann Rule, lembram-se dele como um voluntário habilidoso que ajudou a aliviar as pessoas problemáticas que faziam as chamadas e chegou a salvar suas vidas. Por falar em ironia.

2. Bundy confessou 30, sim 30, homicídios cometidos em sete estados diferentes entre 1974 e 1978. No entanto, a possibilidade de uma maior contagem de vítimas é plausível.

3. Bundy não tinha certeza de quem era seu pai. Talvez isso tenha causado alguns problemas nele. A mãe de Ted era Louis Cowell.

4. Os Cowells eram metodistas devotos e ficaram muito envergonhados quando descobriram que Louise tinha ficado grávida fora do casamento. Então, eles a mandaram para um lar para mães solteiras em Vermont para que ela pudesse dar à luz em segredo. Alguns meses depois, Louise voltou para sua família na Filadélfia. Seu pai, Sam Cowell, foi até o lar de mães solteiras para recuperar o bebê Ted. Ele e a esposa fingiram ter adotado o garoto de um orfanato. Ted cresceu pensando que Louise era sua irmã e não sua mãe. Eventualmente, Ted descobriu a verdade, mas ninguém sabe ao certo quantos anos ele tinha quando soube o segredo da família.

5. O homem que foi designado na certidão de nascimento de Bundy como seu pai, Lloyd Marshall, era um vendedor e veterano da Força Aérea. No entanto, a mãe de Bundy fez alegações de que ela tinha sido seduzida por um marinheiro chamado Jack Worthington, mas depois que investigações foram feitas; não havia registro de ninguém com esse nome nos arquivos da Marinha. Qual é a verdade? Nunca saberemos.

Leia Também:  Assassina das Panelas: A Serial Killer Hèléne Jégado

6. Mas se você acha que isso é loucura, veja isso: houve alegações feitas pela família de Bundy de que ele poderia ser filho do pai abusivo de sua mãe, Samuel Cowell. Claro, essa é apenas uma teoria, e não há nada que prove-a, mas também não há nada que a desminta.

7. Outros relatos da infância de Ted são proibidos. Um parente descreveu o avô de Ted como um maníaco com um temperamento explosivo. Ele era um diácono da igreja que foi acusado de ser obcecado por pornografia, e há rumores de ter possuído uma grande coleção disso. Acredita-se que Ted foi exposto à coleção de pornografia de seu avô quando criança, o que alguns acreditam que pode ter despertado seu fascínio total e preocupação com pornografia e sexo violento, se Ted foi molestado sexualmente quando criança é desconhecido, embora haja rumores.

8. Quantos anos ele tinha quando começou a matar? Ninguém sabe. Há algumas evidências que sugerem que ele sequestrou e matou Ann Marie Burr, de 8 anos, de Tacoma, em 1961, quando tinha 14 anos, uma alegação que ele negou repetidamente. No entanto, há uma história arrepiante sobre Ted, enquanto ele estava hospedado com uma de suas tias. Que enquanto ela dormia, ele colocou várias facas de açougueiro debaixo das cobertas na cama ao lado dela. Quando ela acordou e descobriu as facas, o jovem Ted não conseguia parar de rir.

9. Acredite ou não, Bundy frequentou a Faculdade e estudou chinês, mas desistiu quase 2 anos depois e começou a trabalhar em empregos de salário mínimo. Durante o tempo de Bundy na faculdade em 1967, ele se envolveu romanticamente com Stephanie Brooks, mas ela terminou seu relacionamento devido à sua “falta de ambição” e “imaturidade”. Acredita-se que todas as vítimas de Bundy se pareciam com Stephanie, já que todas eram brancas entre 15 e 25 anos, eram estudantes universitárias e, principalmente, de classe média. Eles também tinham cabelos castanhos longos e lisos, assim como Stephanie.

Leia Também:  Os Crimes Cometidos Pelo Serial Killer Jeffrey Dahmer

11. Acredita-se que Ted Bundy tenha decapitado 12 de suas vítimas, e muitas vezes manteria algumas das cabeças decepadas em seu apartamento por um longo período de tempo.

12. Ted Bundy acreditava que o motivo por trás da maioria de seus assassinatos era devido a um intenso fascínio pela pornografia, e alegou que todos os serial killers que ele já conheceu também tinham compartilhado do mesmo problema. (Talvez as alegações sobre seu avô sejam verdadeiras?). Ele alega que poderia nunca ter cometido os crimes horríveis se não fosse por sua absorção em pornografia. Ele às vezes revisitava suas cenas de crime por horas, aliciando e realizando atos sexuais com os cadáveres em decomposição até que a putrefação e destruição por animais selvagens impossibilitaram as interações.

14. Bundy enfrentou acusações de assassinato no Colorado, escapou da prisão e cometeu mais agressões, incluindo três assassinatos, antes de sua recaptura final na Flórida em 1978, onde recebeu três sentenças de morte em dois julgamentos separados pelos homicídios da Flórida.

15. Durante seu julgamento, muitas mulheres se interessaram e se apaixonaram por Bundy, como se fossem suas fãs. Bundy acabou se casando com uma mulher que conheceu enquanto estava preso, Carol Ann Boone, com quem teve uma filha. A filha de Ted, supostamente chamada Rose, mudou seu nome e viveu uma vida escondida dos olhos do público.

COMPARTILHE ESSE POST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

PARA VOCÊ

Comente Aqui

Posts Recentes

Scroll Up