A Gola Peluda

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
“A Gola Peluda” é uma história assustadora sobre duas garotas chamadas Julia e Geraldine que estão tendo uma festa do pijama. É baseada em uma velha história chamada “The Phantom Footsteps (Os Passos Fantasmas)”, que na verdade é uma história dentro de uma história de “The Gentleman From America (O Cavalheiro da América)” de Michael Arlen.
a gola peluda história de terror mundo sombrio

Julia e Geraldine eram melhores amigas, mas tinham personalidades muito diferentes. Julia era corajosa e destemida, enquanto Geraldine era tímida e tinha medo de tudo.

Era noite de Halloween e as meninas estavam tendo uma festa do pijama na casa de Geraldine porque seus pais estavam fora da cidade. Na verdade, toda vez que os pais de Geraldine saíam da cidade, elas faziam uma festa do pijama porque Geraldine ficava nervosa de dormir sozinha na casa, mesmo sabendo que não havia nada para se ter medo.

Era uma casa grande e sombria, afastada da estrada principal. Quando Julia chegou e tocou a campainha, Geraldine atendeu a porta e a levou para dentro. As meninas vestiram suas camisolas. Julia estava usando uma linda camisola de seda. Era vermelho-sangue e tinha uma gola peluda. Geraldine achou linda e desejou ter uma camisola tão bonita como aquela.

As meninas fizeram pipoca e se acomodaram no sofá para assistir a um filme de terror. Assim que o filme acabou, Julia estava cansada e Geraldine um pouco assustada, então decidiram desligar a TV e ir para a cama. Enquanto subiam as escadas, tiveram a estranha sensação de que algo as estava seguindo. Elas correram escada acima e bateram a porta do quarto. Então, elas riram uma da outra por serem tão bobas.

Passava pouco da meia-noite e as duas meninas estavam deitadas na cama, conversando. De repente, elas ouviram um barulho fraco lá embaixo. Parecia que algo estava se movendo no andar térreo.

Scritch … scritch … scritch …

Elas pararam de falar e se entreolharam com os olhos arregalados. Houve um silêncio desconfortável. Então, elas ouviram o barulho novamente. O som era como o de dedos arranhando um quadro-negro.

Scritch … scritch … scritch …

Julia se sentou na cama, ouvindo atentamente. Geraldine escondeu a cabeça sob as cobertas.

“É apenas um gato”, Julia sussurrou. “Vou descer para ver.”

“Não!” Geraldine implorou. “Por favor, não me deixe, Julia!”

“Não seja tão infantil!” Julia retrucou. “Sempre que algo divertido acontece, você sente arrepios na espinha.”

“Por favor,” Geraldine choramingou.

“Se você está com tanto medo, vou trancar a porta por fora e levar a chave comigo”, Julia a assegurou. “Assim ninguém pode entrar. Espero que seja um ladrão! Eu vou dar a ele o maior susto de sua vida. “

Julia saiu da cama e tateou até a porta no escuro. Ela saiu para o corredor e fechou a porta silenciosamente atrás dela. Geraldine ouviu enquanto ela girava a chave na fechadura. Ela ouviu os passos suaves de Julia descendo as escadas. Então, ela ouviu o barulho novamente. Parecia uma faca sendo afiada.

Scritch … scritch … scritch …

Geraldine ficou deitada na escuridão com os lençóis sobre a cabeça. Ela estava doente de medo e tentando ficar quieta como um rato. Tudo o que ela podia ouvir era o silêncio da casa. Ela queria chamar por Julia, mas não ousou sequer tentar.

Geraldine esperou pelo que pareceu uma eternidade. Depois de um longo silêncio, ela ouviu o barulho novamente. Parecia estar se movendo agora, subindo as escadas e ficando cada vez mais alto.

Scritch, scritch, scritch …

Então, o barulho parou. Geraldine pensou ter ouvido alguém parado do outro lado da porta.

Scritch! Scritch! Scritch!

Ela ouviu a chave girar na fechadura e a porta se abrir.

“Julia?” ela perguntou. “Julia, é você?”

Ela não conseguia ver nada na escuridão, então ela estendeu as duas mãos. Ela estendeu a mão e sentiu uma camisola de seda macia. Então, Geraldine esticou o braço e, para seu alívio, sentiu a gola peluda. Deve ser Julia, ela pensou. Mas quando ela alcançou mais alto novamente, ela sentiu algo úmido e quente. Não havia nada lá … Nada além de um coto ensanguentado onde a cabeça de sua amiga estivera.

Na manhã seguinte, quando a mãe e o pai de Geraldine voltaram para casa, eles ficaram chocados com o que encontraram. Dentro da porta da frente, havia uma grande poça de sangue e um rastro de gotas de sangue subia as escadas. Os pais frenéticos correram escada acima, seguindo a trilha de sangue que levava ao quarto da filha. Quando eles abriram a porta, o pobre casal ficou lá horrorizado com a visão repugnante que encontrou seus olhos.

O corpo sem cabeça de Julia estava esticado no chão. Eles encontraram Geraldine escondida no armário. Seu cabelo tinha ficado branco e ela balbuciava e delirava como uma lunática. Ela tinha ficado completamente louca.

Mais tarde naquele dia, a polícia encontrou um homem confuso vagando pelo campo. Ele estava vestido com uma bata branca de hospital e estava coberto de sangue. Em sua mão, ele segurava uma faca ensanguentada. Descobriu-se que ele era um lunático homicida e, na noite anterior, havia escapado do manicômio local.

Ironicamente, era o mesmo asilo de loucos onde Geraldine iria passar o resto de sua vida.

Traduzido e adaptado por Mundo Sombrio de ScaryForKids

Leia Mais Histórias de Terror Assustadoras
Mundo Sombrio

Mundo Sombrio

Histórias de Terror, Lendas Urbanas, Creepypastas, Relatos Sobrenaturais, Vídeos e muito mais. Mundo Sombrio: O Melhor do Terror para Você!