Palhaço Assassino: A Tragetória do Serial Killer John Wayne Gacy

palhaço assassino john wayne gacy mundo sombrio

John Wayne Gacy foi um serial killer dos EUA que foi considerado culpado de matar 33 meninos e homens jovens.

Quem foi John Wayne Gacy o Palhaço Assassino?

John Wayne Gacy (17 de março de 1942 a 10 de maio de 1994) foi um serial killer e estuprador americano que tirou a vida de pelo menos 33 jovens do sexo masculino em Cook County, Illinois, enterrando a maioria sob sua casa.

John Wayne Gacy como Pogo, o Palhaço mundo sombrio
John Wayne Gacy como Pogo, o Palhaço

Gacy teve uma infância abusiva e lutou contra sua sexualidade. Depois de ser condenado por agressão sexual em 1968, seus assassinatos foram descobertos. Embora ele tenha mantido sua inocência, ele foi considerado culpado em 1980 e recebeu múltiplas penas de morte e prisão perpétua. Em 1994, ele foi executado por injeção letal.

Palhaço Assassino

Gacy, também conhecido como o “palhaço assassino em série”, matou 33 meninos e homens jovens, a maioria dos quais foram enterrados sob a casa e a garagem. Outros foram encontrados na cidade vizinha Des Plaines River.

gacy april231979
Vítimas do Palhaço Assassino

Gacy era um palhaço em festas infantis; quando ele matava, às vezes se vestia como seu alter ego “Pogo, o Palhaço“. Ele atraía suas vítimas com a promessa de trabalho na área da construção e, em seguida, capturava , abusava sexualmente e eventualmente estrangulava a maioria deles com cordas.

“Um palhaço pode ‘se dar bem’ somente como assassino.”

(John Wayne Gacy)

A Arte de John Wayne Gacy

Enquanto preso no Centro Correcional de Menard, Gacy aderiu a arte visual. Suas pinturas foram mostradas ao público através de uma exposição em uma galeria de Chicago.

Em 17 de outubro de 2017, os Leilões de Mullock em Shropshire, Reino Unido, leiloaram várias obras de arte de Gacy, bem como fotos de cenas de crimes do julgamento de Gacy. Três dos quadros de Gacy, incluindo dois originais de “Eu sou Pogo, o Palhaço” e “Eles o chamam de Gacy”, foram vendidos por £ 4.000 e £ 325, respectivamente. Oito outras obras não foram vendidas.

“Vítima N° 24”: James “Jimmie” Byron Haakenson

Tem havido preocupações persistentes de que Gacy tenha sido responsável pela morte de outras pessoas cujos corpos ainda não foram encontrados. O escritório do xerife do condado de Cook pressionou para procurar um prédio de apartamentos em Chicago, onde Gacy trabalhou como empregado de manutenção. Autoridades do Condado de Cook também estão usando provas de DNA para tentar identificar seis das vítimas de Gacy, que permanecem sem identificação.

Em 1º de agosto de 2017, um des ses homens, “Vítima Nº. 24”, foi identificado como James “Jimmie” Byron Haakenson, de 16 anos. Décadas antes, Haakenson deixou sua casa em St. Paul, Minnesota, e viajou para Chicago para começar a vida na cidade. Em 5 de agosto de 1976, ele ligou para sua mãe para avisá-la que ele havia chegado; no entanto, a polícia acredita que Gacy o matara pouco depois.

Jimmie Byron Haakenson

Em 1979, a mãe de Haakenson havia contatado as autoridades para descobrir se o filho dela era uma das vítimas de Gacy, mas ela não tinha registros dentários e o departamento não tinha recursos suficientes para identificá-lo como vítima. A mãe de Haakenson morreu no início dos anos 2000, mas outros membros da família forneceram amostras de DNA em 2017, e as autoridades fizeram uma correspondência imediata com a “vítima nº 24”.

Leia Também:  Robert Pickton: O Serial Killer que Alimentava os Porcos com Carne Humana

Família e Vida

John Wayne Gacy nasceu em 17 de março de 1942, em Chicago, Illinois. Filho de pais dinamarqueses e poloneses, Gacy e seus irmãos cresceram com um pai bêbado que batia nas crianças com uma alça de barbear se achava que tinham comportado mal; seu pai também agrediu fisicamente a mãe de Gacy.

A irmã de Gacy, Karen, diria mais tarde que os irmãos aprenderam a suportar as surras e que Gacy não chorava mais.

Gacy sofreu mais alienação na escola, incapaz de brincar com outras crianças devido a uma condição cardíaca congênita que foi considerada por seu pai como outra falha. Mais tarde, ele percebeu que era atraído por homens e experimentou grande turbulência sobre sua sexualidade.

Carreira, Esposa e Crianças

Gacy trabalhou como gerente de fast-food durante a década de 1960 e tornou-se um empreiteiro autônomo e capitão de delegacia democrata nos subúrbios de Chicago na década de 1970.

Bem-amado em sua comunidade, Gacy organizou reuniões culturais e trabalhou como palhaço em festas infantis. Ele era casado e divorciado duas vezes e tinha filhos biológicos e enteados.

Histórico de agressões sexuais

Em 1968, Gacy foi condenado por ter abusado sexualmente de dois meninos adolescentes e ter recebido uma sentença de 10 anos de prisão. Ele foi colocado em liberdade condicional no verão de 1970, mas foi preso novamente no ano seguinte depois que outro adolescente acusou Gacy de agressão sexual. As acusações foram retiradas quando o menino não apareceu durante o julgamento.

Casa de John Wayne Gacy e alguns dos objetos confiscados pela Polícia1
Casa de John Wayne Gacy e Alguns Acessórios utilizados nos Assassinatos

Em meados da década, mais dois jovens do sexo masculino acusaram Gacy de estupro, e ele seria interrogado pela polícia sobre o desaparecimento de outros.

Como John Wayne Gacy foi preso?

Em 11 de dezembro de 1978, Robert Piest, de 15 anos, desapareceu. Foi relatado à polícia que o menino foi visto pela última vez por sua mãe em uma loja onde ele trabalhava antes de sair para encontrar Gacy para discutir um trabalho em potencial.

John Wayne Gacy preso
23 de dezembro de 1978, EUA – John Wayne Gacy, 36, um criminoso sexual condenado que gostava de usar um traje de palhaço em festas infantis, cobre seu rosto quando é levado a um tribunal, 22/12 por um policial ( Gacy foi acusado de matar um menino e a polícia investigou relatos de que ele havia matado mais e enterrado seus corpos sob sua casa em uma série de assassinatos sexuais. Gacy negou vínculo. — Imagem por © Bettmann / CORBIS

Em 21 de dezembro, uma busca da polícia na casa de Gacy em Norwood Park Township, Illinois, revelou evidências de seu envolvimento em vários atos horríveis, incluindo assassinato. Mais tarde foi descoberto que Gacy havia cometido seu primeiro assassinato em 1972, tirando a vida de Timothy McCoy depois de atrair o adolescente para sua casa.

Leia Também:  Graham Young: A Mente Fantástica do Envenenador da Xícara de Chá

Julgamento e Questão de Sanidade

O julgamento de Gacy começou em 6 de fevereiro de 1980, com uma equipe de promotores liderada por William Kunkle. Com Gacy tendo confessado os crimes, os argumentos foram concentrados em saber se ele poderia ser declarado insano e, portanto, remetido para uma instalação mental estadual.

Gacy havia dito à polícia que os assassinatos haviam sido cometidos por uma personalidade alternativa, enquanto os profissionais de saúde mental davam testemunho de ambos os lados sobre o estado mental de Gacy.

Prisão

Após uma breve deliberação do júri, Gacy foi considerado culpado de cometer 33 assassinatos, e ficou conhecido como um dos serial killers mais implacáveis ​​da história dos EUA. Ele foi condenado a cumprir 12 sentenças de morte e 21 sentenças de prisão perpétua.

john wayne gacy 10367544 1 raw
John Wayne Gacy o Palhaço Assassino Preso

Gacy foi preso no Centro Correcional Menard em Illinois por quase uma década e meia, apelando da sentença e oferecendo declarações contraditórias sobre os assassinatos em entrevistas. Apesar de ter confessado, Gacy depois negou ser culpado das acusações.

Execução

A execução estava marcada para 10 de maio de 1994. A expectativa na cidade era intensa: todas as redes de rádio e televisão se deslocaram para a penitenciária Stateville, em Joliet, Illinois para fazer a cobertura do ato. Nas ruas, o povo cantava alto e brindava, aguardando com ansiedade o início da execução. Moças com lanternas empunhadas subiam nos ombros dos namorados. Rapazes vestiam camisetas com inscrições “Nenhum lágrima para o palhaço”. À medida que as horas passavam, a cantoria era entoada com mais entusiasmo.

No lado de dentro, Gacy desfrutou a última refeição de sua vida: frango, camarão, batatas fritas e morangos frescos. Permaneceu na companhia de familiares e amigos, que tiveram de se retirar às 21h. Os preparativos finais começaram por volta das 23h. Exatamente às 00h01min, o homem foi movido de sua cela, amarrado a uma maca e encaminhado para a câmara de execução. Através de uma janela, testemunhas acompanhavam o ato atentamente.

Gacy teve a oportunidade de pronunciar suas últimas palavras: “Kick my ass!”. Recebeu, então, quatro doses intravenosas, em sequência: solução salínica, sódio tiopenal (para dormir), brometo de pancuronium (para paralisar o aparelho respiratório) e, por fim, cloreto de potássio (para cessar os batimentos cardíacos). No decorrer do procedimento, o tubo pelo qual o soro estava sendo ministrado entupiu. Enquanto Gacy bufava, os executores fecharam as cortinas e tiveram de trocar o tubo por um novo.

Pogo, o Palhaço Assassino mundo sombrio
Pogo, o Palhaço Assassino

Após 18 minutos, o palhaço fechou seus olhos para sempre, provocando o alívio do povo que cantava no lado de fora. Contudo, para os pais que perderam seus filhos, a despedida de Gacy de nada iria confortar. Com sua morte, o paradeiro de alguns dos jovens que tiveram suas vidas suprimidas jamais seria revelado.

John Wayne Gacy morreu por injeção letal em 10 de maio de 1994, no Centro Correcional de Stateville em Crest Hill, Illinois.

COMPARTILHE ESSE POST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Posts Recentes

Parceiros