Natasha, a Boneca Possuída de uma Adolescente Suicida

Natasha, a Boneca Possuída de uma Adolescente Suicida mundo sombrio

Nota do atual proprietário: A boneca é estranha até mesmo para um colecionador de itens paranormais. Ela pode assustá-lo aparecendo em lugares inesperados e desaparecer em questão de segundos. Ela adora atenção e adora brincar de esconde-esconde.

Eu a ouvia correndo e rindo alto. Várias vezes até consegui tirar fotos. Seus braços e pernas são macios, mas firmes. No entanto, tentei dobrá-los quando a peguei nos braços, mas ela relutou. Eu não estou entendendo.

As atividades dela tem sido mais perceptíveis ultimamente desde que minhas sobrinhas vieram me visitar, então quero vendê-la o mais rápido possível.

A História da Boneca Natasha

Yana era uma menina de oito anos quando sua mãe veio da Rússia para a América em um barco nos anos 70 depois que seu pai morreu de tuberculose. A mãe dela tinha um irmão morando na América que se ofereceu para cuidar delas. Infelizmente, Matvej era um homem bruto, com um gosto por carne jovem, fato sobre o qual a mãe de Yana não sabia.

A menina amava sua nova escola, suas roupas novas, sua nova boneca que sua mãe tinha comprado em um brechó. Acima de tudo, ela amava a atenção que Matvej lhe dava e a maneira como seu tio brincava com ela e fazia cócegas nela, assim como na mãe dela. Todas as noites, enquanto Alina lavava pratos, Matvej brincava com a jovem Yana e ela conseguia ouvir sua filha rindo em seu quarto.

Até que chegou um dia em que o tio de Yana começou a dizer “oops”. No começo Yana pensou que era realmente um acidente, mas como passou a acontecer com mais frequência, ela pensou em contar à mãe.

Leia Também:  O Crime da Dália Negra

Ela disse ao tio que tinha que ir ao banheiro e ele a deixou subir. Quando ela saiu da sala, ela timidamente caminhou até sua mãe.

“Mamãe, o titio está tocando dentro de mim”, ela disse bem baixinho.

A mulher parou de lavar pratos e olhou para sua filha com raiva.

“Como você se atreve a dizer uma coisa dessas?! Matvejis nunca faria isso!”

Estendeu a mão e deu um tapa na cara da filha com a mão molhada.

Uma única lágrima correu pelo rosto de Yana enquanto ela olhava com incredulidade e vergonha para sua mãe. Naquele momento ela sabia que estava sozinha. Naquela noite, enquanto estava deitada na cama, ela sussurrou para sua boneca sobre sua dor e senso de traição e chorou.

Ela chorou por muito tempo e, quando finalmente encontrou o sono, ouviu a porta do quarto abrir. A silhueta de seu tio era tudo o que ela podia ver com os olhos borrados por lágrimas e seu coração preso em sua garganta.

Quando Yana chegou à puberdade, ela se tornou uma garota antissocial. Ela mal falava e não tinha amigos na escola. A menina detestava todo o contato ou atenção masculina. Qualquer um que tentasse mostrar sua bondade foi recebido com frieza e agressão.

Yana foi molestada, estuprada e sodomizada por 5 anos antes de engravidar aos treze anos. Ela não conseguia imaginar uma vida fora de sua própria e ela não queria a mesma vida para seu bebê ainda não nascido. Todas as noites ela transmitia sua agonia e raiva para sua boneca Natasha depois que seu tio a deixava sozinha na cama úmida. Ela contou à boneca sobre seus planos para tirar sua própria vida e destruir a semente que o Diabo em forma de homem plantou dentro dela.

Leia Também:  Confira Maquiagens Femininas Lindas para Halloween

Certa noite, enquanto sussurrava e chorava, ela sentiu a mão de Natasha percorrer o cabelo dela por atrás da orelha. Natasha, a boneca que a consolou por tantos anos em silêncio, tinha encontrado uma voz e falava de à menina sobre uma solução antiga. Uma vida por uma vida.

Natasha infligiria ao tio dela a mesma dor e humilhação que ele a fez sofrer por tantos anos. Para isso, Yana teria que dar sua vida e a de seu filho ainda não nascido pois, dessa forma, o espírito que habitava a boneca teria forças suficientes para realizar o objetivo. Ele se alimentou por anos da angústia e miséria de Yana, mas agora percebeu que poderia ter mais do que apenas isso. Poderia ter uma vida de novo. Dessa forma o acordo foi feito.

Não há registros do que aconteceu com Matvej. Yana se comutou ao suicídio pouco antes de desaparecer, bebendo todos os produtos de limpeza da casa guardados sob a pia e na garagem. Alina tornou-se uma alcoólatra grave e faleceu. A boneca foi encontrada em um baú das coisas de sua filha junto com anotações, roupas e desenhos.

COMPARTILHE ESSE POST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

PARA VOCÊ

Comente Aqui

Posts Recentes

Scroll Up