Loucuras Demoníacas [História de Terror] - Mundo Sombrio

Loucuras Demoníacas [História de Terror]

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

O relógio já marcava meia noite, eu estava em casa sozinho atormentado pelos barulhos que vinham da cozinha, eu estava escondido atrás do guarda roupas mas eu sabia que eu não poderia me esconder dele ali por muito tempo, eu escutava sua risada demoníaca e assustadora meu coração gelava a cada barulho que eu escutava naquela casa.

O ar estava gelado parecia haver até uma pequena neblina no quarto, minha família estava toda morta na quela maldita casa minha mãe havia sido degolada e eu não podia fazer nada. Mesmo com muito medo eu me levantei e andei até o corredor da casa, eu precisava sair dali, ou eu seria o próximo a morrer.

Quando eu cheguei na porta da sala ele apareceu para mim, eu me mijei todo, eu não acreditava no sobrenatural mas não tinha como contestar, aquele demônio maligno estava ali na minha frente olhando nos meus olhos, aqueles olhos amarelos me faziam revelar os maiores medos do meu coração, meu corpo estava paralisado, meu coração estava acelerado, parecia ser o meu fim.

Ele lentamente segurou no meu pescoço e me ergueu do chão, Com uma das suas enormes e afiadas unhas, ele fez um corte profundo em meu rosto, ele pegou um pouco do meu sangue e colocou em sua boca.

O demônio me jogou no chão e disse:

“Ainda não e a sua hora, mas eu voltarei para te buscar, agora você tem a minha marca, você tem um pacto de sangue comigo, chegará o dia em que você me servirá e fará minha obra”.

Dito aquilo ele desapareceu, e minha casa começou a pegar fogo, um fogo terrível destruindo tudo, eu consegui sair correndo de lá, mas não teve jeito quando os bombeiros chegaram já estava tudo queimado, até mesmo o corpo da minha mãe e dos meus familiares.

Leia Também:  O Pesadelo [História de Terror]

Na investigação policial ficou constatado que todos morreram queimados após um grave acidente com o gás de cozinha e que eu fui o único que consegui sair a tempo de não ser queimado, mas somente eu sabia a verdade, só eu sabia que todos haviam sido mortos por aquele maldito demônio de olhos amarelos.

Hoje estou aqui trancado em um hospício esperando o meu chamado, muitos aqui falam que eu sempre fui louco e que nada disso aconteceu de verdade que isso tudo foi coisa da minha mente, mas eu estava lá e sei o que realmente aconteceu.

Agora deixe eu ir, estão me chamando, está no horário de visitas e minha mãe veio me visitar hoje.

Por: Maikom Lacerda.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr

Segue a Gente

Scroll Up

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência no nosso site. Se estiver de acordo clique em ACEITAR, mas se estiver em dúvida, leia nossa Política de Privacidade.​

Pesquisa