Início Relatos Sobrenaturais Shhh…

Shhh…

por Mundo Sombrio
4 comentários 471 visualizações
shhh... relato sobrenatural mundo sombrio

Meu nome é Sabina. Quando eu era menininha, meus pais me levaram para visitar minha avó. Ela morava em uma pequena vila no campo. Seu chalé era muito pequeno e havia apenas um quarto. Minha avó dormia em uma cama, meus pais dormiam em outra e eu tive que dormir em algumas almofadas no chão.

Ficamos lá por algumas semanas e fui perturbada por pesadelos terríveis. Toda noite eu acordava gritando. Meus pais tentaram me acalmar e me perguntaram o que estava errado. Tudo que eu podia dizer a eles era que um homem estava vindo para me pegar.

Ainda me lembro da causa do meu terror. Toda noite eu via uma figura sombria emergir de trás das cortinas no canto da sala. Ele era escuro como breu e tudo que eu conseguia ver era o contorno dele. Ele era alto e peludo.

Eu assistia horrorizada enquanto ele vinha rastejando em minha direção, com uma lentidão doentia. Ele vinha até mim, sussurrava algo no meu ouvido e, quando eu estava prestes a gritar, ele colocava um dedo nos lábios e sussurrava: “Shhh…”

Ele me torturava todas as noites, a ponto de eu ter medo de ir dormir. Com o passar do tempo, ele começou a aparecer não apenas à noite, mas também durante o dia.

Certa noite, estávamos todos assistindo TV na sala de estar e, em algum momento, olhei para a esquerda. As cortinas se afastaram lentamente e eu vi o homem parado ali, olhando silenciosamente para mim. Ele levantou a mão, colocou o dedo nos lábios e sussurrou: “Shhh…”

Soltei um grito de horror e imediatamente contei a minha mãe o que eu tinha visto. Ela se levantou e foi até as cortinas, puxando-as para frente e para trás e me mostrando que não havia nada ali, mas é claro que ele já tinha desaparecido.

Leia Também:  A Casa Mal Assombrada

Quando o feriado terminou, voltamos ao nosso apartamento na cidade e os pesadelos pararam. Depois disso, minha avó sempre vinha nos visitar, então nunca mais íamos à casa dela durante as férias. Com o passar do tempo, parei de pensar no homem e finalmente o esqueci completamente.

Em um verão, quando eu tinha 13 anos e meu irmão mais novo, 5, fomos ficar com minha avó novamente. Meus pais estavam na cozinha, tomando uma xícara de chá com ela. Eles pediram para que eu preparasse meu irmãozinho para dormir. Enquanto eu arrumava um colchão no chão para dormirmos, ele me esperava sentado em uma das camas.

Notei que ele estava extraordinariamente quieto. Assim que olhei para cima, vi que ele estava focado em alguma coisa.

“O que há de errado?” Eu perguntei a ele.

Então, de repente, ele virou a cabeça e olhou para mim, com os olhos arregalados de medo.

“Sabina”, disse ele, apontando para as cortinas. “O homem do Shhh… está parado ali …”

Não é preciso dizer que meu irmão e eu passamos a noite dormindo na cozinha e nunca mais fomos visitar a casa da minha avó desde então.

Você também pode Gostar

4 comentários

Ederson Gabriel 22 de abril de 2020 - 22:57

Olá, estou começando um canal de terror e queria saber como funciona para mim utilizar essas histórias?

Responder
Mundo Sombrio 23 de abril de 2020 - 16:44

Olá Ederson. Agradecemos o interesse em nossas histórias, porém elas são todas protegidas por Direitos Autorais, portanto não podem ser retiradas do nosso site pra nenhum outro tipo de monetização em qualquer outra rede que não seja de nossos parceiros comerciais, autores e/ou nossas próprias redes. Obrigado pelo comentário!

Responder
Eduarda Ribeiro 16 de maio de 2020 - 15:11

Amoo, vcs me expiram cada vez mais a escrever todas as historias são muito bem feitas e escritas. Curtindo cada vez mais vcs!

Responder
Mundo Sombrio 16 de maio de 2020 - 15:16

Muito obrigado por seu carinho Eduarda! Fica com a gente sempre viu? PRA SEMPRE! MWAHAHAHAHAHA!

Responder

Deixe um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Alert: Esse conteúdo está protegido!