Zashiki-Warashi | A Criança Fantasma Japonesa

Zashiki-Warashi-lenda-japonesa

No Japão existe uma profusão de lendas que contam sobre seres sobrenaturais: yokais, yureis e entre eles, até mesmo uma que conta sobre fantasmas pequeninos, espíritos de crianças que não oferecem perigo, na maioria das vezes e só querem atenção.

São conhecidos como Zashiki-warashi, também chamados Zashiki bokko, um yokai japonês conhecido como “espírito da casa”. Geralmente, esses espíritos são encontrados em casas antigas, mas também podem ser vistos em habitações modernas.

Diz-se que, uma vez que um Zashiki-warashi habita a casa, traz felicidade e riqueza para os seus moradores, porém,  se ele deixar o local, logo este cairá em desgraça.

A Origem de Zashiki-Warashi

Os Zashiki-warashi são seres cujo mito vem de Iwate, embora mais tarde se estenderia por todo o arquipélago japonês. Seu nome é composto pelas palavras: Zashiki, que em japonês significa quarto e Warashi, palavra no dialeto da região de Aomori para “criança”, portanto Zashiki Warashi pode ser traduzido como “criança do quarto”, local onde comumente é encontrado. Geralmente sua aparência é a de uma criança entre seis anos, menino ou menina, trajando roupas tradicionais; trajes de guerreiro infantil para meninos, kimonos estampados para meninas. Existem inúmeras variações de Zashiki-warashi de um lugar para outro, porém, com pequena diferença em sua aparência e hábitos.

Raramente eles aparecem como figuras brutais, como um yurei, Zashiki é uma criança, e como tal é propenso a fazer piadas e travessuras ocasionais. Ele gosta de fazer barulho, mover objetos, brincar com qualquer coisa que produza ruídos. Outra das suas brincadeiras favoritas é esfregar seus pés nas cinzas da lareira e correr ao redor da casa, deixando pegadas em toda parte. Apesar de suas estripulias,  são na maioria das vezes, espíritos carentes de carinho e atenção.

Para atrair e reter um Zashiki-warashi em casa, diz-se que você deve estar ciente de sua presença, amá-lo e cuidar dele corretamente, como com o seu próprio filho. Ao receber esses cuidados, o pequeno espírito irá emitir uma aura de luz que em reciprocidade lhe trará boa sorte, pois é acreditado que como guardião, trará  grande fortuna e riqueza para aqueles cujas casas assombra. Mas, se ao contrário, ele for maltratado ou expulso, por exemplo, a casa estará propensa  a falência, desastres naturais, e outras questões que surgem repentinamente.

Zashiki-Warashi

Contam sobre uma família que testemunhou um Zashiki sair de sua casa, e logo todos eles sucumbiram a uma intoxicação alimentar e morreram. Em outra lenda bem conhecida de Iwate, o filho de um homem rico da região atingiu  um Zashiki-warashi com a flecha de seu arco, e logo depois a fortunas da família entrou em colapso.

Avistamentos diretos desses fantasmas são raros. Em alguns casos, diz-se que só os proprietários da casa, ou só as crianças, são capazes de ver esses espíritos. Devido a isso, eles são geralmente conhecidos apenas por suas brincadeiras.

Em muitos lares, esses espíritos fazem amizade com as crianças da casa, ensinando-lhes canções, jogos e cantigas de roda. Também são atraídos por idosos ou casais inférteis, e esses casais muitas vezes tratam o Zashiki-warashi como se fosse seu próprio filho.

O desejo de atrair e manter este yokai amigável levou a costumes como a criação de alimentos para Zashiki , e até mesmo colocar moedas na fundação da construção de uma nova casa.Os japoneses têm um grande cuidado para manter seu Zashiki, de modo a não expulsar de sua habitação quaisquer espíritos guardiões. Muitos hotéis japoneses que dizem ser assombrados por um Zashiki -warashi, estão sempre lotados.

A Lenda

Há muito tempo, havia uma grande hospedaria na pequena vila de Hachinohe (atual prefeitura de Aomori), localizada no norte do Japão. Naquela hospedaria, havia vários quartos e um, na parte dos fundos, especialmente bonito, junto ao jardim interno.

Certa ocasião, na hora do boi, um hóspede deitado, quase pegando no sono, viu a porta se abrir deslizando e um menino entrando no quarto. Aproximando-se do hóspede, a criança disse:

– Tio, vamos medir forças jogando braço de ferro? O hóspede imaginou que o menino fosse filho do dono da hospedaria e havia vindo ao quarto para lhe dar as boas-vindas.

Assim, brincaram algumas vezes jogando queda de braço. O incrível de tudo isso era que a criança tinha se mostrado muito forte, vencendo todas as partidas. Na manhã seguinte, o homem comentou com o dono da hospedaria:

– Seu filho é muito forte, ontem à noite jogamos braço-de-ferro e eu não consegui ganhar nenhuma, por mais força que fizesse. O hospedeiro olhou-o surpreso e disse: – Mas, senhor, eu não tenho filho! De onde será que apareceu essa criança?!

Depois daquele dia, outros visitantes que também dormiram naquele quarto contaram que, à noite, uma criança aparecia pedindo para jogar braço-de-ferro. Interessante que nem o hospedeiro nem os empregados daquela casa haviam visto essa criança. Somente as pessoas que se hospedavam e dormiam naquele quarto podiam vê-la. Esse fato se espalhou pela redondeza, e todos passaram a comentar que naquela hospedaria morava um Zashiki Warashi.

A fama da hospedaria foi crescendo, e muitas pessoas que se julgavam fortes queriam pernoitar naquele quarto para jogar braço-de-ferro com o Zashiki Warashi. Outros que se julgavam corajosos queriam simplesmente ver a criança. Assim, a hospedaria ficou muito disputada e os negócios foram de vento em popa, entrando muito dinheiro no cofre do hospedeiro, que se tornou um homem muito rico.

Com tanto dinheiro acumulado, o hospedeiro parou de trabalhar e deixou tudo por conta dos empregados. Assim, passou a levar uma vida folgada, com muitas festas e bebidas. Certo dia, quatro ou cinco anos depois, o dono da hospedaria estava sentado na varanda de seu estabelecimento e viu um menino andando no corredor.

– Quem é ele? – quis saber o hospedeiro. E a criança saiu correndo para fora da hospedaria.

– Um menino que veio do quarto lá do fundo e foi embora – disse a mulher da limpeza.

Depois desse dia, a criança nunca mais apareceu para ninguém. Com isso, os hóspedes daquela casa foram diminuindo dia após dia e finalmente, alguns anos mais tarde, a hospedaria faliu. Ninguém soube dizer porque a criança foi embora.

Referência: http://pt.wikipedia.org/wiki/Zashiki_Warashi / www.yokai.com

COMPARTILHE ESSE POST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr

DEIXE UM COMENTÁRIO

Posts Recentes

error: Alert: Esse conteúdo está protegido!