Quem foi o primeiro Serial Killer da História? Existe essa resposta?

Embora o fenômeno do assassinato em série seja popularmente considerado moderno, ele pode ser rastreado na história com um grau limitado de precisão.
Quem foi o primeiro Serial Killer da História? Existe essa resposta?

De acordo com muitos estudiosos, não há como saber quem realmente foi o primeiro serial killer da história, mas nós do Mundo Sombrio resolvemos trazer pra vocês alguns dos mais famosos, antigos e relatados assassinos em série.

Realmente existe dados do primeiro serial killer da história?

Liu Pengli, da China, primo do imperador Han Jing, foi nomeado rei de Jidong no sexto ano do período intermediário do reinado de Jing (144 aC). De acordo com o historiador chinês Sima Qian, ele “saía em expedições de saqueio com 20 ou 30 escravos ou jovens que eram fugitivos da lei, assassinando pessoas e confiscando seus pertences por puro esporte”.

Embora muitos de seus súditos soubessem desses assassinatos, “de modo que [eles] tinham medo de sair de suas casas à noite”, não foi até o 29º ano de seu reinado que o filho de uma de suas vítimas finalmente enviou um relatório para o imperador. Eventualmente, “descobriu-se que ele havia assassinado pelo menos 100 ou mais pessoas”. Os funcionários do tribunal solicitaram que Liu Pengli fosse executado; entretanto, o imperador não suportou a morte de seu primo, e Liu Pengli foi feito plebeu e banido.

No século 15, um dos homens mais ricos da França, Gilles de Rais, teria raptado, abusado sexualmente e matado pelo menos 100 crianças, principalmente meninos, que ele sequestrou das aldeias vizinhas e trouxe para seu castelo. A aristocrata húngara Elizabeth Báthory foi presa em 1610 e posteriormente acusada de torturar e massacrar até 600 meninas. Como Liu Pengli, eles não foram levados à justiça por um longo tempo; De Rais e Báthory eram ricos, poderosos e, o mais importante, da realeza.

Original 1580 Portrait of Elizabeth Bathory with signature 1479x2140 copy min Quem foi o primeiro Serial Killer da História? Existe essa resposta?
Elizabeth Báthory

Portanto, embora seus crimes fossem conhecidos pelas redondezas de onde moravam, seus superiores se recusaram a acreditar nos rumores até que não pudessem mais ser negados. Após a prisão, De Rais confessou seus crimes, que também incluíam ilusões de adoração a demônios. As crônicas da época tratavam principalmente dos assuntos dos poderosos; além disso, havia uma falta de forças policiais estabelecidas, pelo menos na Europa, durante aqueles séculos. Portanto, pode ter havido muitos outros assassinos em série clássicos ou medievais que não foram identificados ou também não foram divulgados. Muitos incidentes que provavelmente foram obra de assassinos em série foram atribuídos a lobisomens e espíritos demoníacos.

Thug Behram, um líder de gangue do culto de assassinos Thuggee indiano, é considerado o assassino em série mais prolífico do mundo. Segundo inúmeras fontes, acredita-se que ele tenha assassinado 931 vítimas por estrangulamento por meio de um pano cerimonial (ou rumal, que em hindi significa lenço), usado por seu culto entre 1790 e 1830, detendo assim o recorde da maioria dos assassinatos diretamente cometido por uma única pessoa na história.

Alguns executores individuais das Einsatzgruppen nazistas e seus colaboradores na Europa Oriental se aproximaram de contagens semelhantes de vítimas. No total, os Thugs como um todo foram responsáveis ​​por aproximadamente 2 milhões de mortes, de acordo com o Guinness World Records. A notoriedade dos Thugs acabou levando a palavra thug a entrar na língua inglesa como um termo para rufiões, malfeitores e pessoas que se comportam de maneira agressiva com os outros.

Estudos recentes lançaram dúvidas sobre o culto Thuggee e sugeriram que os britânicos na Índia ficaram confusos com o uso vernáculo do termo pelos indianos e também podem ter usado o medo de tal culto para justificar seu domínio colonial (ver Children of Kali, de Kevin Rushby)

O assassino não identificado Jack, o Estripador, matou prostitutas (o número exato de vítimas não é conhecido) em Londres em 1888. Esses crimes ganharam enorme atenção da imprensa porque Londres era o centro do maior poder do mundo na época, portanto, com assassinatos tão dramáticos de mulheres carentes financeiramente em meio a tanta riqueza concentraram a atenção da mídia na situação difícil dos pobres urbanos e ganharam cobertura em todo o mundo. Ele também foi considerado o mais famoso assassino em série de todos os tempos.

Em seu livro de 1886, Psychopathia Sexualis, Richard von Krafft-Ebing observa um caso de assassinato em série na década de 1870, o de um francês chamado Eusebius Pieydagnelle que tinha uma obsessão sexual por sangue e confessou ter matado seis pessoas. Joseph Vacher foi executado na França em 1898 após confessar ter matado e mutilado 11 mulheres e crianças, enquanto o serial killer HH Holmes, considerado o primeiro serial killer dos Estados Unidos da América, foi enforcado na Filadélfia em 1896 após confessar 27 assassinatos.

HH Holmes, considerado e conhecido como o primeiro serial killer dos Estados Unidos da América
HH Holmes, considerado e conhecido como o primeiro serial killer dos Estados Unidos da América

Alguns criminologistas históricos sugeriram que pode ter havido assassinatos em série ao longo da história, mas casos específicos não foram registrados de forma adequada. Algumas fontes sugerem que lendas como lobisomens e vampiros foram inspiradas por assassinos em série medievais.

Portanto, não há como especificar realmente quem teria sido o primeiro serial killer da história, mas o que sabemos é que, os que existiram e foram registrados com o título de assassinos em série, além de inteligentes foram também bastante crueis.

COMPARTILHE ESSE POST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A crise econômica causada pelo COVID-19 causou uma queda maciça nas nossas receitas publicitárias. Por favor, considere mostrar seu apoio através de uma pequena doação em PayPal. Sua doação ajudará este site a continuar online nesses momentos difíceis e, dessa forma, continuar fornecendo a vocês conteúdos interessantes regularmente. Abraços Sombrios!

error: Alert: Esse conteúdo está protegido!