A Pata do Macaco

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
a pata do macaco história de terror

Numa noite fria, no interior de uma pequena cidade do sul do país, jantavam animadamente uma família juntamente a um amigo viajante que passava pela cidade.

O chefe da família e esposa, orgulhavam-se muito de seu único filho que, já maior de idade, trabalhava e estudava. Não lhe poupavam elogios perante o amigo.

Após o jantar, todos satisfeitos e tomando um cafezinho servido pela dona da casa, conversa vai, conversa vem, o amigo contou sobre suas andanças e viagens e mostrou-lhes um pequeno objeto. Uma pata de macaco bem pequena.

Disse-lhes que lhe foi dada por um feiticeiro africano e que tinha poderes mágicos. Ela concedia 3 desejos a quem pedisse com fé. Todos riram do assunto. O amigo viajante então, deu o objeto ao chefe da família.

Então este, rindo-se daquilo, ergueu a pata do macaco e disse:

— QUERO UM MILHÃO DE REAIS!

Então assustou-se e largou o objeto ao chão. Apavorado, jurou que havia sentido que a pata havia se movimentado em suas mãos.

Sua esposa, já se benzendo, disse para pararem com aquela brincadeira e que não brincassem com aquelas coisas! O filho só ria daquilo tudo como todo jovem. Na manhã seguinte, todos foram para suas atividades.

Mais tarde, a noitinha, já em casa, os pais estranharam a demora do filho. Chegando logo depois, um carro da empresa em que o rapaz trabalhava, com uns senhores que lhes trouxeram a dura e triste noticia de que seu filho sofrera um acidente de trabalho fatal.

Os pais se desesperaram. Devastados então, enterraram seu bem mais precioso, seu único filho. Logo depois, receberam a visita de representantes da empresa em que o filho trabalhava, oferecendo-lhes a quantia indenizatória de UM MILHÃO DE REAIS pelo acidente de trabalho do filho.

Passados alguns duros e terríveis dias de sofrimento, após o sepultamento do filho, a mãe lembrou-se da pata do macaco. 
Num ato de desespero, pegou-a, olhou-a fixamente e levantou-a fazendo o pedido:

— EU QUERO MEU FILHO DE VOLTA!

O pai nervoso disse para ela não fazer aquilo.

A mãe, num intenso sofrimento, chorava desesperadamente pedindo seu filho de volta. O marido abraçou-a tentando consolá-la.

Tarde da noite então, chovia muito, e foi quando eles ouviram passos na varanda! Passos lentos, pesados e arrastados, logo após, batidas violentas na porta.

A mãe levantou-se e correu para a porta sorrindo, seguida por seu marido e gritando:

— É MEU FILHO! DEIXE-ME ABRIR A PORTA! ME LARGUE!

O marido, desesperado, tentava detê-la e segurá-la dizendo que não abrisse e as pancadas na porta cada vez mais fortes e violentas.

Então, o pai pegou a pata do macaco e fez o último desejo:

— EU QUERO QUE MEU FILHO DESCANSE EM PAZ!

As batidas na porta imediatamente cessaram e nada mais se ouvia além dos soluços de uma mãe de um pai desolados e o barulho da chuva que caía lá fora.

História de Terror escrita por W.W.Jacob

Leia Mais Histórias de Terror Assustadoras
Mundo Sombrio

Mundo Sombrio

Histórias de Terror, Lendas Urbanas, Creepypastas, Relatos Sobrenaturais, Vídeos e muito mais. Mundo Sombrio: O Melhor do Terror para Você!