Fatos e Teorias Misteriosas sobre a Grande Esfinge de Gizé

por Mundo Sombrio
404 visualizações

A Grande Esfinge de Gizé, às vezes referida como a oitava maravilha do mundo antigo, é talvez o símbolo mais icônico do Egito Antigo.

A Esfinge está, sem dúvida, associada às três grandes pirâmides de Gizé e muitos esperam que um dia ela nos ajude a entender o verdadeiro propósito dessas pirâmides.

Ao longo do século passado, os cientistas passaram muito tempo estudando a Grande Esfinge, mas ainda há muitas perguntas para as quais eles ainda não têm respostas.

1674562056 459 fatos e teorias mais misteriosos sobre a grande esfinge • mundo sombrio

Enterrada na areia

Por milhares de anos, a Esfinge esteve coberta de areia até a cabeça. É um fato bem conhecido que, quando Napoleão chegou ao Egito em 1798, ficou encantado com a Esfinge, mas também desapontado com seu estado.

Somente graças à perseverança de outro francês, Emile Barais, pela primeira vez em milhares de anos, o corpo inteiro da Esfinge foi finalmente revelado ao mundo. Baraiz passou mais de dez anos limpando a vasta quantidade de areia do deserto ao redor dessa estrutura antiga e, em 1936, ela finalmente apareceu diante do mundo em toda a sua glória.

A hora exata da construção da esfinge e o momento em que as areias começaram a varrê-la são desconhecidos. Presumivelmente, ele tem cerca de 4.500 anos, mas existem teorias em que sua idade aumenta para 6,7 ​​ou até 12 mil anos.

Na lenda que conta a conversa com a Esfinge do Faraó Tutmés IV (governou em 1397-1388 aC), é indicado que a Esfinge já estava parcialmente coberta de areia.

Considerando os milhares de anos que se passaram desde então, e mesmo levando em consideração o fato de que o próprio Tutmés uma vez desenterrou toda a Esfinge, pode-se supor que os egípcios nos séculos subsequentes de alguma forma ainda tentaram tirar a cabeça da Esfinge da areia sem sucesso, caso contrário, estaria totalmente exposta.

Esculpida em um único pedaço de rocha

A Grande Esfinge foi originalmente esculpida em uma única peça de calcário e tem um tamanho impressionante de 73 metros de comprimento e 20 metros de altura. É verdade que desde então sua forma original foi parcialmente substituída por blocos de pedra.

Dizer que esta é uma conquista incrível na história da construção e arquitetura seria um eufemismo. E, claro, muitos pesquisadores acreditam que as pessoas daquela época simplesmente não podiam fazer isso e a Esfinge, como as pirâmides, foram criadas com a ajuda de alienígenas ou tecnologias alienígenas ou foram instruídos por instrutores de uma civilização mais avançada (imigrantes da Atlântida).

Aliás, o templo localizado ao lado da Esfinge foi construído com pedaços de pedra pesando mais de 200 toneladas, que se acredita terem sido extraídos na mesma época da construção da Grande Esfinge.

1674562056 371 fatos e teorias mais misteriosos sobre a grande esfinge • mundo sombrio
Estela dos Sonhos

Não há registro de quem a construiu

Apesar da óbvia importância que tal escultura deve ter tido para aqueles que a construíram, não existem inscrições fora, na superfície ou no interior da Esfinge que indiquem claramente quem foi o responsável pela sua construção, porquê e quando.

Muitos dos principais historiadores e egiptólogos insistem que o faraó Khafre (Khephren) foi o responsável por sua construção. Isso se deve principalmente à menção de seu nome em uma placa de pedra, que apareceu a nós em bom estado e está instalada entre as patas da Esfinge. Esta é a chamada Estela dos Sonhos.

No entanto, no texto da Estela dos Sonhos, o nome de Khafra é indicado apenas como o nome de quem ergueu a própria Estela dos Sonhos, e não de quem ergueu a Esfinge.

Portanto, aqueles que estabelecem a idade da Esfinge na data do reinado de Khafre (os mesmos 4.500 anos atrás) obviamente têm motivos muito pouco confiáveis ​​para isso.

A Esfinge estava conversando com o faraó Tutmés IV

Segundo a antiga lenda egípcia, o homem que mais tarde ficou conhecido como faraó Tutmés IV uma vez se acomodou para dormir sob a cabeça da Esfinge, que já estava coberta de areia até o pescoço.

Enquanto dormia, sonhou que a Esfinge estava falando com ele. A Esfinge disse a ele que se ele o libertasse da areia, faria dele, Tutmés, o novo faraó do Egito. Tutmés era membro da família real, mas não tinha direito ao trono.

Ao acordar, Tutmés começou a cavar a areia ao redor do pescoço da Esfinge e continuou a fazê-lo até que a desenterrou completamente. Depois disso, a Esfinge cumpriu sua promessa e Tutmés tornou-se o faraó Tutmés IV. Esta história é contada na Estela dos Sonhos mencionada acima, localizada entre as patas da Esfinge.

Um detalhe curioso – Tutmés era o avô do faraó Akhenaton, bem como o ancestral de Tutancâmon, pessoas que tinham crânios muito alongados (muito mais do que outros faraós), algumas doenças do sistema nervoso e não a aparência mais típica dos faraós egípcios.

Existe uma teoria ufológica de que Akhenaton e Tutancâmon, e possivelmente Tutmés IV, eram os chamados híbridos de pessoas e alienígenas, o que explicaria as anomalias de seus crânios, aparências estranhas, bem como a lenda da Esfinge falante, que fez Tutmés o governante interferindo nas regras existentes de sucessão ao trono. É que os alienígenas realmente precisavam colocar seus híbridos à frente do Egito.

1674562056 487 fatos e teorias mais misteriosos sobre a grande esfinge • mundo sombrio

Segunda Grande Esfinge?

A grande maioria dos vastos desertos do Egito ainda não foi examinada em busca de estruturas antigas. Pode haver centenas de estruturas enterradas sob as areias sempre presentes. Alguns pesquisadores ainda insistem que existe uma possibilidade real de encontrar uma segunda Grande Esfinge.

Alguns dos que promovem esta versão são os pesquisadores Jerry Cannon e Malcolm Hutton. A essência de sua afirmação reside no fato de que em quase todas as imagens de esfinges nas antigas obras de arte egípcias, os monumentos são representados em pares.

Isso, eles argumentam, deve significar que outra Grande Esfinge (possivelmente destruída) está próxima a uma das pirâmides de Gizé, oposta à primeira Grande Esfinge.

Essas duas esfinges, segundo eles, representavam para os antigos egípcios os dois principais corpos celestes – o Sol e a Lua.

Ela estava lá “originalmente”

Embora a Estela dos Sonhos não indique quando a Esfinge foi construída, há uma curiosa frase “Eu estive aqui originalmente (desde a primeira vez)”. Acredita-se que se refira aos chamados tempos de Zep Tepi dos antigos escritos egípcios.

Era uma época em que os Deuses viviam e caminhavam ao lado das pessoas. Algo como a Idade de Ouro, quando tudo estava bem, não havia guerras, doenças e outros infortúnios.

A maioria dos historiadores insiste que Zep Tepi é apenas mitologia. Outros, porém, acreditam na possibilidade de ter sido real. Um desses pesquisadores é Robert Beauval, que passou décadas estudando a Esfinge, suas origens e seu significado.

Sua teoria, conhecida como Teoria da Correlação de Orion, sugere que a Esfinge e as pirâmides estavam alinhadas com o cinturão da constelação de Orion e combinavam perfeitamente com a posição do cinturão de Orion que estava em 10450 AC. Isso aumentaria a idade da Esfinge para pelo menos 12.500 anos, muito mais do que afirmam os historiadores convencionais.

Erosão hídrica sugere que a Esfinge é muito mais antiga do que sua idade oficial

Enquanto os estudiosos tradicionais insistem que a Esfinge provavelmente foi construída por volta de 2500 aC, há evidências crescentes e pesquisas em andamento que sugerem que ela é muito mais antiga.

Um pesquisador que fez uma extensa pesquisa sobre essa afirmação é o geólogo Robert Schoch, que afirma que a erosão da água ao longo dos lados da Esfinge é evidência de sua idade real.

De acordo com a pesquisa de Schoch, essa corrosão ocorreu ao longo de milhares de anos devido à precipitação regular e constante.

De acordo com os registros geológicos, o Egito experimentou grandes inundações apenas entre 7.000 e 12.000 anos atrás, e se foram essas precipitações que deixaram erosão em seus lados, então é provável que a Esfinge tenha sido construída antes mesmo do período de grandes inundações, ou seja , há mais de 12.000 anos.

1674562056 636 fatos e teorias mais misteriosos sobre a grande esfinge • mundo sombrio

A cabeça da Esfinge era a cabeça de Anúbis?

Enquanto os historiadores convencionais afirmam que a Esfinge foi construída pelo faraó Khafra e é o rosto de Khafra que está sobre seus ombros, muitos outros argumentam que a face original da esfinge não era humana.

Existe a hipótese de que a princípio havia uma cabeça de leão, embora isso seja bastante controverso, porque imagens de leões em tal pose não são conhecidas durante a época do Antigo Egito.

Mas tal pose é muito adequada para cães ou chacais, então existe uma teoria de que a cabeça do deus Anúbis estava originalmente nos ombros da Esfinge.

O fato de Anubis, representado principalmente com a cabeça de um chacal, também ser considerado o Guardião da Necrópole (e o Planalto de Gizé é uma enorme necrópole), é logicamente possível que uma enorme escultura dele tenha sido erguida ao lado das pirâmides para guardar a paz dos mortos.

Talvez a Esfinge fosse na verdade Anúbis quando foi construída pela primeira vez, e então sua face foi alterada para satisfazer o desejo de algum faraó (talvez o mesmo Khafre).

Hall of Records sob a Esfinge

Há uma alegação controversa de que existe uma câmara escondida sob a esfinge, o chamado Hall of Records, e muitos pesquisadores passaram um tempo considerável procurando por ela.

Diz a lenda que o Hall of Records contém conhecimento esotérico e arquivos completos da pré-história humana, desde o início dos tempos. Supõe-se que esse conhecimento tenha sido deixado pelos habitantes da perdida Atlântida, que foram parar no Egito em busca de um novo lar.

O conhecido místico e “profeta” americano Edgar Cayce afirmou certa vez que sob a Grande Esfinge existe realmente uma sala com arquivos antigos e, posteriormente, repetiu repetidamente essa afirmação.

Enquanto muitos suspeitam compreensivelmente de Cayce – e de suas habilidades em geral – muitos outros argumentam que suas profecias eram muitas vezes verdadeiras e que ele poderia de fato diagnosticar corretamente e até mesmo curar pessoas de doenças terminais.

Ele também poderia estar certo sobre o que está sob a Esfinge? A única maneira de descobrir é dar uma olhada no local. Isso nos leva ao primeiro lugar da nossa lista.

O espaço artificial sob a Esfinge foi descoberto?

Em 1997, os pesquisadores Joe Jahoda e Joseph Shor conduziram estudos sismológicos que afirmaram ter confirmado a presença de espaço vazio sob a Esfinge – e exatamente onde Casey disse.

Segundo os pesquisadores, eles acreditavam que esse espaço não era algum tipo de caverna ou fenda natural, mas tinha ângulos retos exatos e foi criado artificialmente.

Shor e Jahoda também buscaram permissão das autoridades egípcias para escavar na área, o que foi negado. A proibição dessas escavações ainda está em vigor.

Mais tarde, outros grupos de pesquisa fizeram pedidos semelhantes para procurar salas ou túneis sob a Esfinge, mas seus pedidos também foram rejeitados.

Siga-nos no Instagram e no Facebook também!

Escolhidos Para Você

Deixe um Comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados pelo Mundo Sombrio.

[email protected]

Mundo Sombrio © 2015 Todos os Direitos Reservados

Bloqueador de Anúncios Detectado

Os anúncios nos ajudam a manter o site no ar e trazer sempre mais terror para vocês. Por favor, desative o seu bloqueador de anúncios!