A Dama do Lago Ronkonkoma

O Lago Ronkonkoma é o maior lago de água doce de Long Island e tem uma longa e estranha história na região, sobre a Dama do Lago Ronkonkoma.
A Dama do Lago Ronkonkoma lenda americana mundo sombrio

O Lago Ronkonkoma é o maior e mais profundo lago de Long Island. Situado no condado de Suffolk, Nova York, e com uma circunferência de cerca de 2 milhas (3,2 km), o Lago Ronkonkoma é o maior lago de água doce de Long Island e tem uma longa e estranha história na região, sobre a Dama do Lago Ronkonkoma.

A área já foi o marco da fronteira entre quatro das treze tribos nativas de Long Island: os Nissequogues, Setaukets, Secatogues e Unkechaugs, e todos tiveram seu quinhão de lendas sobre o lago.

Essas águas eram consideradas sagradas e cheias de espíritos benignos e malévolos, e o lago estava repleto de uma variedade de lendas assustadoras sobre esses espíritos.

A Dama do Lago Ronkonkoma lenda americana mundo sombrio índia no lago de noite
A Dama do Lago Ronkonkoma

Na verdade, foram esses espíritos os culpados por arrastar regularmente as pessoas para a morte e que fizeram com que muitas das tribos locais temessem o lago.

Por algum tempo, os índios pensaram que o lago não tinha fundo pois as pessoas que se afogavam lá muitas vezes simplesmente desapareciam, seus corpos nunca apareciam. No entanto, embora esse mito persista, o lago certamente não é sem fundo; mede cerca de 21 metros em seu ponto mais profundo.

Uma das lendas mais notórias dos nativos da região é a da misteriosa “Dama do Lago”, também conhecida como Princesa Ronkonkoma, uma princesa índia que teria morrido no lago em meados de 1600.

Uma versão da história é que ela estava caminhando sobre o gelo durante um inverno quando conheceu e se apaixonou por um lenhador inglês chamado Hugh Birdsall, que vivia do outro lado do lago. No entanto, seu pai – chefe da tribo Setauket – proibiu seu relacionamento.

Então, todos os dias durante 7 anos, ela escrevia cartas em pedaços de casca de árvore, remava até o meio do lago e fazia suas palavras flutuarem através do lago direto para para Hugh. Então, depois de todos aqueles anos afastada de seu amor, ela remou até o meio do lago e se apunhalou até a morte.

Existem várias variações da lenda da Dama do Lago de Ronkonkoma, muitas das quais levam a mulher a se afogar intencionalmente. Diz-se que pelo menos uma vez por ano, um homem viril e atraente entre 18 e 38 anos é “tomado” pela senhora para ser seu amante.

lady lake 768x431 1 A Dama do Lago Ronkonkoma
Mural em homenagem à Dama do Lago Ronkonkoma

Misteriosamente, há alguma verdade nas afirmações de que pelo menos um homem nessa faixa etária se afoga no lago em intervalos regulares, mas os afogamentos são comuns em qualquer lago aberto ao público. Talvez seja a precisão de ser tipicamente um homem nessa faixa etária que torna a história mais misteriosa.

O historiador do lago Ronkonkoma, Dale Spencer, diz que de 1893 até hoje, 166 homens já desapareceram no lago.

Os contos também falam de um lago sem fundo que engole suas vítimas e as deposita no estreito de Long Island. O mergulhador profissional Bill Pfeiffer mapeou todo o fundo do lago e diz que ele tem fundo. Em um ponto, seu piso tem mais de 18 metros de profundidade. Pfeiffer diz que o lago não deságua no estreito de Long Island.

Quanto à Dama do Lago Ronkonkoma, Pfeiffer diz que há alguns anos ele estava mergulhando com uma bióloga marinha, que jura que desceu no buraco negro, viu uma luz azul brilhante e foi abraçada por longos cabelos negros por 20 a 30 segundos, antes de ser solta.

Apesar das histórias, Spencer diz que não há evidências verificáveis ​​para sugerir que a princesa realmente existiu.

Para todos os efeitos, a Dama do Lago não é maliciosa. Sua reivindicação dos homens é por amor e necessidade, pois ela não entende que ela também está condenando esses indivíduos à morte.

Sua solidão a oprime e ela busca esses homens em desespero. Alguns homens, provavelmente com vontade de causar um rebuliço, afirmam que quando nadam além dos limites da área designada para nadar (marcada normalmente por uma corda com bóia), eles sentem “dedos frios” tocarem e tentarem agarrar seus tornozelos.

Há um mural dedicado à Dama do Lago ao lado do strip mall na Avenida Rosevale, pintado e atualizado regularmente por um artista local, Michael Murphy.

COMPARTILHE ESSE POST

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

A crise econômica causada pelo COVID-19 causou uma queda maciça nas nossas receitas publicitárias. Por favor, considere mostrar seu apoio através de uma pequena doação em PayPal. Sua doação ajudará este site a continuar online nesses momentos difíceis e, dessa forma, continuar fornecendo a vocês conteúdos interessantes regularmente. Abraços Sombrios!

error: Alert: Esse conteúdo está protegido!